ANÁLISE DOS PARÂMETROS DE FUNCIONAMENTO E SIMULAÇÃO COMPUTACIONAL EM UM PROTÓTIPO DE TURBINA OPERANDO A AR COMPRIMIDO

  • Wesley Saldanha Nogueira Oliveira Centro Universitário Geraldo Di Biase (UGB), Discente do Curso de Engenharia Mecânica.
  • Fernando Albernaz Junqueira Centro Universitário Geraldo Di Biase (UGB), Discente do Curso de Engenharia Mecânica.
  • Rogério Arving Serra Centro Universitário de Volta Redonda (UniFoa) /Professor Doutor; Centro Universitário Geraldo Di Biase (UGB)/Professor Doutor.
  • Ricardo de Freitas Cabral Centro Universitário de Volta Redonda (UniFoa) /Professor Doutor; Centro Universitário Geraldo Di Biase (UGB)/Professor Doutor.
Palavras-chave: Turbina a ar comprimido, Parâmetros, Simulação computational.

Resumo

RESUMO. Este trabalho apresenta os resultados iniciais da comparação de alguns parâmetros de funcionamento do protótipo de uma turbina de ação simples, operando com ar comprimido como fluido de trabalho, realizados na unidade do SENAI de Barra do Piraí/RJ. O protótipo foi desenvolvido integralmente no Centro Universitário Geraldo Di Biase - UGB - Campus de Barra do Piraí/RJ, que inicialmente teve como o fluido de trabalho o vapor d’água, que nos testes inicias se mostrou ineficiente. A simulação computacional do sistema foi feita através do software SolidWorks na Universidade Federal Fluminense - UFF - Campus de Volta Redonda/RJ, o que permitiu determinar a faixa de trabalho que apresentou maior eficiência nos resultados experimentais do sistema por meio da relação entre pressão de operação, velocidade angular transmitida pelo fluido ao eixo da turbina e a potência da mesma. Os valores nas simulações em velocidade tangencial na região rotacional apresentaram-se convergentes aos valores experimentais medidos no protótipo.

 

Referências

BRUNETTI, F. (2008). Mecânica dos Fluidos. 2. ed. rev. São Paulo: Pearson Prentice Hall.

HALLIDAY, D. (2008). Fundamentos de Física. Volume I: mecânica. 8.ed. Rio de Janeiro: LTC.

HENN, É. A. L. (2006). Máquinas de Fluido. 2. ed. Santa Maria: UFSM.

LIMA, C. P. V. L.; SILVA, S. F. M; VIANA, M. D; COSTA, E. (2010). Ferramentas Auto instrutivas No Aprendizado de Softwares de Modelagem Geométrica: uma experiência com estudantes de engenharia. 3 f. Congresso brasileiro de educação em engenharia – COBENGE 2010 Hotel Gran Maquise, Fortaleza, CE, 2010.

PFLEIDERER, C.; PETERMANN, H. (1979). Máquinas de Fluxo. 4.ed. – Rio de Janeiro: LTC.

PLACCO, G. M.; FRUTUOSO, L. N.; CAMILLO, G. D. (2010). Parâmetros de Funcionamento de uma Turbina Tesla Operando a Ar Comprimido. In: CONGRESSO NACIONAL DE ENGENHARIA MECÂNICA, VI, Campina Grande. Anais eletrônicos. Paraíba, 2010. P.5-5. Disponível em: <http://www.abcm.org.br/anais/conem/2010/PDF/CON10-0121.pdf.>. Acesso em: 28 Out. 2016.

QUINTELA, A. C. (2005). Hidráulica. 9º ed. - Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa.

SOUZA, Z. (2011). Projetos de Máquinas de Fluxo: tomo I, base teórica e experimental. Rio de Janeiro: Editora Interciência. Minas Gerais: Editora Acta.

VERSTEEG, H. K. et al. (1995). An introduction to computational fluid dynamics: The finite volume method. Harlow: Longman Scientific & Technical.

Publicado
2016-12-16