Tratamento combinado de lixiviado de aterro sanitário e esgoto doméstico - Aspectos operacionais e microbiológicos

  • Alexandre Lioi Nascentes
  • Mariana Mattos Pereira do Nascimento
  • Felipe da Costa Brasil
  • Juacyara Carbonelli Campos
  • João Alberto Ferreira
Palavras-chave: Cotratamento. Lodos Ativados. Chorume.

Resumo

Este trabalho avaliou a influência da presença de lixiviado de aterro sanitário nas condições operacionais e na microbiota
de um sistema de lodos ativados tratando esgoto doméstico. Para isto, foram utilizados dois reatores em escala de
bancada. O reator 1 foi alimentado com misturas de lixiviado e esgoto sintético a 0,5% e 5% e o reator 2 funcionou
como controle (apenas esgoto sintético). A alimentação se deu por meio de bomba dosadora e o fornecimento de ar foi
realizado por bombas de aquário. Os reatores foram operados com TRH de 16 e 23 horas, tendo-se registrado micrografias
para identificação dos microrganismos de importância no processo. Ao longo do experimento foi possível observar que
logo após a introdução ou aumento da concentração de lixiviado houve queda significativa de biodiversidade e redução
na atividade dos microrganismos e que após alguns dias a diversidade e a atividade se reestabeleciam no sistema,
mostrando que apesar da introdução de uma matriz mais complexa, os microrganismos foram capazes de se adaptar

Referências

Andreoli, C.V. (Coord.) et al. Resíduos sólidos do saneamento:

processamento, reciclagem e disposição final. PROSAB. Rio de Janeiro: ABES, 2001.

Christensen, T.H.; Bjerg, P.P.L.; Jensen, D.L.; J.B.; Christensen, A.; Baum, A.; Albrechtsen, H-J.; Heron G. Biochemistry of landfill leachate plumes. Applied Geochemistry. v.16, p. 659-718, 2001.

El Fadel, M.; Douseid, E.; Chahine, W.; Alaylic, B. Factors influencing solid waste generation and management. Waste Management. v.22, p. 269-276, 2002.

Kjeldsen, P.; Barlaz, M. A.; Rooker, A.P.; Baun, A.; Ledin, A.;

Christensen, T. Present and long-term composition of MSW landfill leachate: A Review. Environmental Science and Technology. V. 32, (4), p. 297-336, 2002.

Castilhos Junior, A.B. (Coord.) et al. Gerenciamento de resíduos

sólidos urbanos com ênfase na proteção de corpos d’água: prevenção, geração e tratamento de lixiviados de aterros sanitários. PROSAB. Rio de Janeiro: ABES, 2006.

Ferreira, J.A. Uma revisão das técnicas de tratamento de chorume

e a realidade do estado do Rio de Janeiro. In: 21º Congresso rasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental, 2001.

Mannarino, C.F. Avaliação do Tratamento Combinado de Lixiviado

de Aterros de Resíduos Sólidos Urbanos e Esgoto Doméstico tilizando

Indicadores Físico-Químicos e Biológicos. Tese de doutorado em aúde

Pública e Meio Ambiente. ENSP/FIOCRUZ, 2010.

Del Borghi, A.; Binaghi, L.; Converti, A.; Del Borghi, M. Combined

Treatment of Leachate from Sanitary Landfill. Chem. Biochem. Eng. Q. 17 (4) 277-283, 2003.

Bocchiglieri, M.M. O lixiviado dos aterros sanitários em estações de

tratamento dos sistemas públicos de esgotos. Tese de Doutorado em Saúde Pública. USP, 2010.

Bento, A.; Philippi, L.; Barbosa, T.; Sezerino, P. Monitoramento

microscópico do sistema insular de tratamento de esgotos de Florianópolis/SC. In: 21º Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental, 2011.

Reis, G. G. dos. Influência da carga orgânica no desempenho de

reatores de leito móvel com biofilme (MBBR). Dissertação de Mestrado. Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2007.

Holler, S.; Trosch, W. Treatment of urban wastewater in a membrane bioreactor at high organic loading rates. Journal of Biotechnology, 2001.

Hernando, M.D.; Malato, O.; Farré, M.; Fernandez-Alba, A.R.;

Barceló, D. Application of ring study: Water toxicity determinations by bioluminescence assay with Vibrio fischeri, Talanta, Volume 69, Issue 2, p.370-376, 2006.

Alaton, I.A. Degradation of a commercial textile biocide with advanced oxidation processes and ozone, Journal of Environmental Management, v. 82, n. 2, p. 145-154, 2007.

APHA, AWWA, WPCF. Standard Methods for Examination of Water

and Wastewater. New York: 21th Ed., 2005.

Jordão, E.P.; Pessoa, C.A. Tratamento de esgotos domésticos. Rio de Janeiro: ABES, 1995.

Sant’anna Junior, G.L. Tratamento biológico de efluentes:

Fundamentos e aplicações. Rio de Janeiro: Ed. Interciência, 2010.

Vazollér, R. F. Microbiologia de lodos ativados. Série Manuais –

CETESB, São Paulo, 1989.

Jenkins, D.; Richard, M. G.; Daigger, G.T. Manual on the Causes and

Control of Activated Sludge Bulking and Foaming. 2nd

Ed., Michigan, Lewis Publishers, 1993.

Tchobanoglous, G. et al. Integrated solid waste management:

engineering principles and management issues. New York: McGraw-Hill International Editions, 1993.

Von Sperling, M. Princípios do tratamento biológico de águas

residuárias. Vol.4. Lodos ativados, 2.Ed. DESA-UFMG, 2002.

Von Sperling, M. Princípios do tratamento biológico de águas

residuárias. Vol.1. Introdução à qualidade das águas e ao tratamento de esgotos, DESA-UFMG, 1996

Publicado
2016-10-03