A importância da medição da temperatura em conexões a serem substituídas ou reparadas em redes de média tensão por equipe de manutenção de rede aérea energizada (Linha Viva)

Resumo

Com a tecnologia evoluindo ao longo dos anos as empresas vêm estudando maneiras de trabalhar com equipamentos para melhorar seus sistemas de perda de energia. As companhias elétricas utilizam um instrumento de medição de temperatura chamado termovisor que realiza a detecção de emissão de calor por dispositivos, equipamentos e sistemas destacando-se as técnicas de imageamento térmico (termografia) como perfeitamente adequadas para tais monitoramentos. Por sua vez tem a função de detectar pontos quentes em conexões de redes elétricas e equipamentos ajudando a diminuir as perdas técnicas. Este trabalho tem por objetivo explicar a importância da medição da temperatura para substituição ou reparo de conexão por equipe de manutenção em redes aéreas energizadas (Linha Viva) com o foco na segurança. Em sequência metodológica surgiu a partir de um levantamento sobre as perdas não técnicas de instalações elétricas que o autor já defendeu em tese de trabalho de conclusão do curso de bacharel em engenharia elétrica, inclui também definição, classificação, tipos e locais onde propiciam os problemas de perdas nas instalações elétricas. Foi relatado conceitos de física térmica, estudou se o uso do termovisor no plano de ações/medidas. O resultado se espera conscientizar o leitor da importância de realizar a inspeção termográfica antes da atividade de substituição ou reparo de conexões em redes de média tensão nas redes de distribuição de energia elétrica. Conclui-se que com a correta medição com o equipamento termovisor na aplicação de detecção de pontos quentes causados pela corrente elétrica em instalações elétricas de média tensão torna-se possível gerar uma proposta de implementação de medidas e ações que venham trazer benefícios para a segurança dos eletricistas e a confiabilidade no sistema elétrico. 

Biografia do Autor

Alex Franco Ferreira, Universidade Severino Sombra
Formação: Engenharia Elétrica; Engenharia de Segurança do Trabalho; Mestrado: Profissionalizante em Ciências Ambientais - Estratificação de solo para descargas atmosféricas.
Publicado
2019-12-09