Estudo da adição de argila expandida e EPS como agregados na elaboração de concreto leve

  • Julio Ernesto Costa Maldonado Moncada
  • Leonardo Flor Universidade de Vassouras
  • Viviane Silva Universidade de Vassouras
  • Jonas Pacheco Universidade de Vassouras

Resumo

O presente trabalho apresenta uma análise comparativa entre o concreto convencional e o concreto leve com a substituição do agregado graúdo pela argila expandida e poliestireno expandido. Observa-se que o emprego destes elementos em materiais cimentícios viabiliza a redução do peso próprio de estruturas em concreto, assegurando uma minoração econômica no custo total da obra onde for aplicado o concreto leve. Para a realização deste estudo o fator água aglomerante atribuído ao concreto leve foi superior em relação ao traço elaborado para concreto convencional por possuir um agregado poroso. O projeto experimental realizou-se em laboratório à uma temperatura de 24,5°C e humidade relativa do ar de 71%Rh, obedecendo às normas regulamentadoras. O fator de eficiência obtido no concreto leve foi superior em todos os ensaios realizados, no entanto sua resistência mecânica à compressão apresentou um resultado inferior ao concreto convencional, porém ambos os concretos possuem função estrutural que estabelece como um valor mínimo a resistência de 20 MPa de acordo com a NBR 6118:2014. Contudo, observou-se que a adição de argila expandida e poliestireno expandido é viável, pois reduz a massa específica do concreto o que gera um alívio de carregamento nas estruturas reduzindo o custo global da construção. A segurança estrutural mantém-se garantida pelo fator eficiência.

Palavras chaves: concreto, agregado, eficiência

Publicado
2019-06-28
Seção
Materiais e Energia