Lúpus Eritematoso Sistêmico e o uso de anticoncepcionais hormonais: Uma revisão de literatura

  • Monna Emanuelly Camargos Simões
  • Vinicius Marins Carraro

Resumo

O lúpus eritematoso sistêmico (LES) é uma doença autoimune, crônica e grave que afeta predominantemente mulheres. Devido à prevalência no sexo feminino, deve-se orientar sobre anticoncepcionais hormonais, evitando desse modo uma gravidez não planejada, podendo causar teratogenicidade em virtude da terapia utilizada. Objetivo: Avaliar o tipo de anticoncepcionais hormonais mais adequado para o uso por portadoras de LES. Revisão sistematizada utilizou as bases de dados: Medline (PubMed), SciELO, LILACS e Google Acadêmico, usando como estratégia de busca “Lúpus Eritematoso Sistêmico” e “Anticoncepcionais” em inglês, português e espanhol. Doze estudos foram selecionados para avaliação da anticoncepção hormonal em pacientes lúpicas, gestantes ou não. A importância do uso de anticoncepcionais orais no planejamento familiar para pacientes lúpicas não é questionado, devido ao fato da rescidiva da doença ser severa tanto para a saúde da gestante quanto do filho, além da potencial teratogenicidade causada pelo tratamento de LES em pacientes gestantes cuja gravidez não fora planejada.
Publicado
2017-08-31
Como Citar
Simões, M. E. C., & Carraro, V. M. (2017). Lúpus Eritematoso Sistêmico e o uso de anticoncepcionais hormonais: Uma revisão de literatura. Revista De Saúde, 8(1 S1), 22-23. Recuperado de http://editora.universidadedevassouras.edu.br/index.php/RS/article/view/998
Seção
Resumo - Suplemento