Taxa de gestação de embriões equinos mantidos em dois meios comerciais diferentes de manutenção pós-transferência de embriões

  • Letícia Patrão de Macedo Gomes
  • Daniele Gavioli Gavioli
  • Júlio Ferraz Jacob
  • André Maciel Crespilho
  • Carlos Eduardo Cardoso
  • Gustavo Mendes Gomes
Palavras-chave: Embriões. Equinos. Meio de manutenção de embrião.

Resumo

Existem diversos meios de manutenção de embriões equinos à disposição para serem utilizados desde a lavagem, transporte
e inovulação do embrião na receptora. Após a lavagem, o embrião permanece durante o intervalo de tempo até a inovulação
e é de fundamental importância que ele seja capaz de manter a qualidade do embrião para que os índices de fertilidade
não sejam afetados.O objetivo deste trabalho foi verificar a eficiência de dois diferentes meios comerciais de manutenção
de embriões equinos por até 120 minutos à temperatura ambiente em relação aos índices de gestação pós-inovulação em
éguas receptoras da raça Mangalarga Marchador. Os 80 embriões coletados foram, aleatoriamente manipulados e mantidos
em um dos meios de manutenção: Grupo 1 TQC Holding Plus® (n=44) ou no grupo 2 BotuEmbryo Holding® (n=36) até
o momento de inovulação à temperatura ambiente por no máximo 120 minutos. A taxa de gestação aos 14 dias do Grupo
1 foi de 75% (33/44) e do Grupo 2 foi de 83,3% (30/36). Não foi observada diferença estatística em relação às taxas
de gestação entre os dois meios de manutenção avaliados (p=0,3295), concluindo-se que ambos os meios se mostraram
eficientes em conseguir taxas satisfatórias de gestação com embriões mantidos até 120 minutos à temperatura ambiente.

Publicado
2016-09-27
Como Citar
Gomes, L. P. de M., Gavioli, D. G., Jacob, J. F., Crespilho, A. M., Cardoso, C. E., & Gomes, G. M. (2016). Taxa de gestação de embriões equinos mantidos em dois meios comerciais diferentes de manutenção pós-transferência de embriões. Revista De Saúde, 5(1/2), 23-27. https://doi.org/10.21727/rs.v5i1/2.72