Carcinoma Prostático de Pequenas Células (Neuroendócrino): Relato de Caso

  • Carlos Henrique Câmara de Souza
  • Jairo Maropo de Alencar
  • Kennedy Soares Carneiro
  • Alcendino de Almeida Junior
  • Márcio Alexandre Terra Passos
  • Sumara Moreira Leal Lacerda de Araújo
Palavras-chave: Câncer. Neurologia. Quimioterapia.

Resumo

O câncer de próstata de pequenas células (CPPC), ou neuroendócrino, é um raro tumor e apresenta alta mortalidade,
com sobrevida média de 10 meses após o diagnóstico. Representa cerca de 1% de todos os cânceres de próstata. A
maioria dos casos de CPPC têm doença avançada com baixos níveis de antígeno prostático específico (PSA) ao
diagnóstico, mostrando a importância do exame físico correto na suspeição precoce. Seu tratamento é baseado
com quimioterapia, principalmente, sendo o etoposídeo e a cisplatina os mais utilizados. Nós relatamos um caso
sintomático ao diagnóstico sendo tratado com etoposídeo e cisplatina, com óbito após 10 meses de início dos sintomas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-09-27
Como Citar
de Souza, C. H. C., de Alencar, J. M., Carneiro, K. S., Junior, A. de A., Passos, M. A. T., & de Araújo, S. M. L. L. (2016). Carcinoma Prostático de Pequenas Células (Neuroendócrino): Relato de Caso. Revista De Saúde, 4(1/2), 17-22. https://doi.org/10.21727/rs.v4i1/2.59
Seção
Artigos Originais