O Papel da Mãe nas Relações Incestogênicas

  • Daniella O. Pedra
  • Marcella S. P. L. Baptista
  • Arnaldo Risman
Palavras-chave: Abuso sexual, Mães, Incestogênicas.

Resumo

O abuso sexual intrafamiliar é tão antigo quanto á própria humanidade, mas apenas há algumas décadas ele vem recebendo uma atenção maior. A sociedade, de certa forma, ainda não acredita que na família, considerada por muitos como um verdadeiro santuário, possa ocorrer esse tipo de violência contra a criança e o adolescente. O propósito do presente trabalho é conceituar o abuso sexual, mostrar as conseqüências psicológicas para as vítimas que sofrem esse tipo de violência, mostrar como é a rede de apoio e proteção as crianças e adolescentes, a importância da prevenção, e principalmente as reações maternas diante da suspeita e constatação do abuso sexual contra seus filhos e de que maneira elas vivenciam esse processo.
Publicado
2016-09-27
Como Citar
Pedra, D. O., Baptista, M. S. P. L., & Risman, A. (2016). O Papel da Mãe nas Relações Incestogênicas. Revista De Saúde, 2(1), 43-51. https://doi.org/10.21727/rs.v2i1.56
Seção
Artigos Originais