Efeitos Adversos Metabólicos dos Glicocorticóides no Tratamento da Artrite Idiopática Juvenil: uma Revisão Sistemática

  • Tiago Duarte Magalhães Castro
  • Flávia Keiko Obana
  • Maria de Fátima Moreira Martins
  • Carlos Augusto Ferreira de Andrade
Palavras-chave: Artrite idiopática juvenil. Glicocorticóides. Revisão sistemática. Efeitos adversos.

Resumo

A artrite idiopática juvenil é uma doença inflamatória crônica das articulações, com início antes dos 16 anos de idade, após exclusão de outras causas. Glicocorticóides são utilizados para seu tratamento, podendo ocasionar eventos adversos metabólicos. Devido ao fato de existirem publicações inconclusivas sobre o tema, foi realizada uma revisão sistemática. Foram pesquisadas as bases Pubmed, LILACS, Scopus e Web of Science. A seleção de resumos e artigos completos e extração de dados com formulário específico foram realizadas de forma independente por dois pares de revisores. As buscas resultaram em 106 resumos dos quais selecionamos 12. Foram incluídos quatro artigos que avaliaram 470 pacientes. Os principais efeitos foram síndrome de Cushing e catarata. Os resultados demonstram que o tratamento da artrite idiopática juvenil com glicocorticóides causa efeitos adversos que devem ser melhor monitorizados. Há necessidade da realização de mais estudos prospectivos sobre os efeitos dos mesmos no tratamento da artrite idiopática juvenil.
Publicado
2016-09-27
Como Citar
Castro, T. D. M., Obana, F. K., Martins, M. de F. M., & de Andrade, C. A. F. (2016). Efeitos Adversos Metabólicos dos Glicocorticóides no Tratamento da Artrite Idiopática Juvenil: uma Revisão Sistemática. Revista De Saúde, 1(2), 31-42. https://doi.org/10.21727/rs.v1i2.40
Seção
Artigos