Edema Agudo Pulmonar por Vácuo (ex-vacuum) secundário à extubação em pós-operatório imediato de Lipoenxertia: Relato de caso

  • Richard Raphael Vieira
  • Jhonatan Oliveira Lucateli
  • Pedro Henrique Reis Haddad
  • Cyndi Dutra Neves
  • Maria Elisa Moura de Almeida
  • Eduardo Nakagawa de Carvalho

Resumo

As vias aéreas superiores apresentam baixa incidência de complicações em pós-operatório. Todavia, de forma excepcional, podem ser submetidas a uma pressão pleural hidrostática intratorácica tão negativa que resulte em transudação de líquido para o interstício pulmonar e consequente edema agudo pulmonar por vácuo (ex-vacuum), principalmente na vigência de laringoespasmo. É uma complicação rara e o diagnóstico exige agilidade no reconhecimento dos sintomas e muitas vezes métodos de imagem. O tratamento baseia-se principalmente em medidas de suporte clínico e fisioterapia ventilatória. Neste trabalho descreve-se um caso de ex-vacuum ocorrido logo após procedimento de lipoenxertia para correção de anomalia congênita em um hospital escola e compatível com a literatura em gênero e evolução benigna do quadro com tratamento conservador.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2021-03-23
Como Citar
Vieira, R. R., Oliveira Lucateli, J., Reis Haddad, P. H., Dutra Neves, C., Moura de Almeida, M. E., & Nakagawa de Carvalho, E. (2021). Edema Agudo Pulmonar por Vácuo (ex-vacuum) secundário à extubação em pós-operatório imediato de Lipoenxertia: Relato de caso . Revista De Saúde, 12(1), 22-26. https://doi.org/10.21727/rs.v12i1.2406
Seção
Relato de Caso