Coagulação intravascular disseminada e covid-19: mecanismos fisiopatológicos

  • Marco Antônio Orsini
  • Jacqueline Stephanie Fernandes do Nascimento
  • Nicolle Santos Moraes Nunes
  • Janie Kelly Fernandes do Nascimento
  • Marco Azizi
  • Carlos Eduardo Cardoso
  • Tassiane Maria Alves Pereira

Resumo

Introdução: A coagulação intravascular disseminada (CIVD) é, atualmente, definida como uma síndrome adquirida, caracterizada pela ativação difusa da coagulação intravascular, levando à formação e deposição de fibrina na microvasculatura.  Há relatos de coagulopatia relacionada à Covid-19, doença pelo novo coronavírus SARS-CoV-2. Método: Atualização da Literatura acerca da associação entre Covid-19 e a presença de CIVD nas bases dados LIlacs, Bireme, Pubmed (inglês e português) no presente ano.Discussão: Alguns autores vêm estudando o papel da anticoagulação no manejo dos pacientes com infecção grave e (CIVD). Dados de inúmeras pesquisas sugerem efeitos benéficos do uso de anticoagulantes, o que vem sendo recomendado em algumas instituições no Brasil e no mundo. Vale ressaltar que a eficácia da medida ainda não foi validada. Conclusão: Até o presente momento não existem recomendações precisas em relação ao manejo dos pacientes com coagulopatia por Covid-19. Além disso, são excassos os dados na literatura que associam o uso de anticoagulantes ou antiplaquetários à ocorrência ou gravidade da Covid-19.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-06-19
Como Citar
Orsini, M. A., Stephanie Fernandes do Nascimento, J., Santos Moraes Nunes, N., Fernandes do Nascimento, J. K., Azizi, M., Cardoso, C. E., & Alves Pereira , T. M. (2020). Coagulação intravascular disseminada e covid-19: mecanismos fisiopatológicos. Revista De Saúde, 11(1), 87-90. https://doi.org/10.21727/rs.v11i1.2330