Contaminação de profissionais e acadêmicos no centro cirúrgico de um Hospital Universitário após higienização das mãos

  • Maria Cristina Almeida de Souza Universidade Severino Sombra
  • Altair Paulino de Oliveira Campos Universidade de Vassouras. Mestrado em Ciências Aplicadas em Saúde
  • Gabriel Porto Soares Universidade de Vassouras. Mestrado em Ciências Aplicadas em Saúde
  • Saulo Roni Moraes Universidade de Vassouras. Mestrado em Ciências Aplicadas em Saúde

Resumo

Introdução: embora a higienização das mãos seja a medida mais importante e reconhecida há muitos anos na prevenção no controle das infecções nos serviços de saúde, colocá-la em prática consiste em uma tarefa complexa e difícil. Objetivo: avaliar a contaminação, após higienização das mãos, dos profissionais que atuam no centro cirúrgico do Hospital Universitário de Vassouras (HUV). Metodologia: tipo transversal e observacional. Após higienização das mãos, foi solicitado aos profissionais e acadêmicos que realizasse a impressão da palma de uma das mãos, interdigital e unhas em Swab. O material coletado foi colocado em placa de Petri e levado a estufa para verificação do crescimento bacteriano. Resultados: foram coletadas 67 amostras dos profissionais. Foram encontrados 3 diferentes grupos de bactérias : Grupo Safilococcus coagulase negativo,  Stafilococcus aureus (+) e Bacilos gram negativo com predominância de maior contaminação no grupo dos médicos ortopedistas e acadêmicos,e menor contaminação no grupo de enfermeiros. Considerações finais: a técnica de higienização das mãos não foi realizada de modo eficaz.

Palavras-chave: Desinfecção das Mãos; Hospital, Infecção hospitalar; Serviços de saúde.

Biografia do Autor

Maria Cristina Almeida de Souza, Universidade Severino Sombra
Doutora. Mestre. Especialista. Docente do Curso de Medicina da USS. Área Saúde Coletiva
Publicado
2019-12-09
Como Citar
Souza, M. C. A. de, Campos, A. P. de O., Soares, G. P., & Moraes, S. R. (2019). Contaminação de profissionais e acadêmicos no centro cirúrgico de um Hospital Universitário após higienização das mãos. Revista De Saúde, 10(2), 26-30. https://doi.org/10.21727/rs.v10i2.1830
Seção
Artigos Originais