Prevalência da Síndrome de Burnout entre Acadêmicos de Medicina da Universidade de Vassouras – RJ

  • Ingrid de Oliveira Farias
  • Giovanna Alves Peruzini
  • Maria Cristina Almeida Souza
  • Luiz Felipe Furtado Vilela
  • Ana Claudia Sayão Capute

Resumo

A Síndrome de Burnout (SB) é uma condição de sofrimento psíquico ligada ao trabalho que se inicia com elevados e persistentes níveis de estresse, composto pelos fatores multidimensionais: Exaustão emocional, descrença e desrealização profissional. Nos estudantes de medicina, além dos fatores estressores típicos do ensino, há o fato dos mesmos lidarem diretamente com pacientes, podendo propiciar o surgimento das dimensões da síndrome antes mesmo da sua formação. Objetivou-se identificar nos acadêmicos de Medicina da Universidade de Vassouras – RJ a existência da SB. Trata-se de um estudo de campo, observacional, quantitativo analítico e transversal, composto por uma amostra de 440 acadêmicos. Foram aplicados dois questionários, de autopreenchimento e de caráter anônimo, o Maslach Burnout Inventory – Student Survey e o sociodemográfico para identificação de fatores estressores. Para diagnóstico de SB foram calculadas scores para cada dimensão com base na resposta de todos os participantes respeitando-se o desvio padrão, já os parâmetros sociodemográficos e estressores foram relacionados à SB através do Teste Qui-quadrado. A SB foi diagnosticada em 12,5% dos entrevistados. Entretanto não foram encontradas relações estatísticas significativas entre SB e sexo, faixa etária e período da graduação dos entrevistados, bem como com os fatores estressores analisados. Portanto, tal estudo sugere a necessidade de um debate continuado sobre a saúde mental dos profissionais ainda durante sua formação, bem como a importância de novas pesquisas principalmente nessa população que progressivamente vem sendo assolada por comorbidades no âmbito emocional e que ainda pouco se conhece sobre os fatores predisponentes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Vieira I, Ramos A, Martins D, Bucasio E, Benevides AM, Figueira I et al. Burnout na clínica psiquiátrica: relato de um caso. Rev. psiquiatr. Rio Gd. Sul. 2006;28(3): 352-356.

Trigo TR, Teng CT, Hallak JEC. Síndrome de burnout ou estafa profissional e os transtornos psiquiátricos. Rev. psiquiatr. clín. 2007;34(5): 223-233.

JIRA Barboza, Ruth B. A síndrome de burnout em graduandos de enfermagem. Einstein. 2007; 5(3):225-230

Carlotto MS, Câmara SG. Análise da produção científica sobre a Síndrome de Burnout no Brasil. PSICO, Porto Alegre, PUCRS. 2008; 39(2): 152-158.

Barros DS et al. Médicos plantonistas de unidade de terapia intensiva: perfil sócio-demográfico, condições de trabalho e fatores associados à síndrome de burnout. Rev Bras Ter Intensiva. 2008; 20(3): 235-240

Carlotto MS, Câmara SG. Preditores da Síndrome de Burnout em universitários. Pensamiento Psicológico. 2008;4(10):101-109.

Pereira AMTB, Gonçalves MB. Transtornos emocionais e a formação em Medicina: um estudo longitudinal. Rev Bras Educ Méd. 2009;33(1):10-23.

Zorzanelli R, Vieira I, Russo JA. Several names for tiredness: emergent categories and their relationship with the world of work. Interface (Botucatu). 2016;20(56):77-88.

Moreira DS, Magnago RF, Sakae TM, Magajewski FRL. Prevalência da síndrome de burnout em trabalhadores de enfermagem de um hospital de grande porte da Região Sul do Brasil. Cad. Saúde Pública. 2009;25(7):1559-1568.

Viana GM et al. Relação Entre Síndrome de Burnout, Ansiedade e Qualidade De Vida entre Estudantes de Ciências da Saúde. Revista da Universidade Vale do Rio Verde, Três Corações. 2014;12(1):876-885.

Mori MO, Valente TCO, Nascimento LFC. Síndrome de Burnout e Rendimento Acadêmico em Estudantes da Primeira à Quarta Série de um Curso de Graduação em Medicina. Rev Bras Educ Méd. 2012;36(4):536-540.

Chagas MKS, Moreira Junior DB, Cunha GN, Caixeta RP, Fonseca EF. Síndrome de Burnout em acadêmicos de medicina. Rev Med Saude. Brasilia 2016;5(2):234-245.

Costa EFO, Santos AS, Santos ATRA, Mello, EV, Andrade TM. Burnout syndrome among medical students: a cross-sectional study. Clinics 2012;67(6):573-579.

Feodrippe ALO, Brandao MCF, Valente TCO. Qualidade de Vida de Estudantes de Medicina: uma Revisão. Rev Bras Educ Méd. 2013;37(3): 418-428.

Christofoletti G, Trelha C, Galera R, Feracin MA. Síndrome de burnout em acadêmicos de fisioterapia. Fisioterapia e Pesquisa. 2007;14(2): 35-39.

Publicado
2019-06-15
Como Citar
de Oliveira Farias, I., Peruzini, G. A., Almeida Souza, M. C., Vilela, L. F. F., & Sayão Capute, A. C. (2019). Prevalência da Síndrome de Burnout entre Acadêmicos de Medicina da Universidade de Vassouras – RJ. Revista De Saúde, 10(1), 02-08. https://doi.org/10.21727/rs.v10i01.1686