Acrocordon, Dermatose Papulosa Nigra e Ceratose Actinica-Relato de caso.

Palavras-chave: envelhecimento da pele, dermatopatias, acrocordon, dermatose papulosa nigra, ceratose actinica.

Resumo

As alterações de pele na terceira idade provem do processo de envelhecimento cutâneo e da exposição à radiação ultravioleta. Entre as alterações relacionadas ao envelhecimento propriamente dito estão os: Acrocórdons (AC), pequenas lesões de pele pedunculadas, normocromicas, benignas e assintomáticas, comuns em pescoço, virilha e axilas. E Dermatose Papulosa Nigra (DPN), caracterizada por pequenas lesões verrucosas ou planas, assintomáticas, benignas em áreas foto expostas, como rosto e pescoço. Entre as lesões de pele devido à radiação ultravioleta estão as Ceratoses Actínicas (CA), pequenas lesões, salientes, de coloração acastanhada ou eritematosa localizadas em regiões foto expostas, com potencial de transformação para neoplasia cutânea. Diante disso, o presente trabalho tem como objetivo relatar um caso da de acrocordon, dermatose papulosa nigra e ceratose actinica na terceira idade, cuja importância baseia-se na corroboração do conhecimento do médico clínico, sobre o diagnostico, a evolução e os cuidados dessas alterações de pele na terceira idade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

- Sociedade Brasileira de Dermatologia. Envelhecimento. Acesso em: http://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/envelhecimento/4/

- Sociedade Brasileira de Dermatologia. Acrocordon. Acesso em: http://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/acrocordon/45/

- Tamega AA;Aranha AMP; Guiotoku MM;Miot LDB;Miot HA. Associação entre acrocórdons e resistência à insulina. An Bras Dermatol. 2010; 85(1): 25-31

- Werner B. Biópsia de pele e seu estudo histológico. Por quê? Para quê? Como? Parte I*. An Bras Dermatol. 2009; 84(4): 391-5. doi.org/10.1590/S0365-05962009000400010

- Accursio CSC. Como Diagnosticar e Tratar Alterações de pele na terceira idade. Rev Bras Med.2001; 58(9): 646-58.

- Leung AK, Barankin B. (2015) Dermatosis Papulosa Nigra. Enliven: Clin Dermatol. 2015; 1(5): 008.

- Gnaneswaran N, Perera E, Manoharan S. Dermatosis Papulosa Nigra. Dermatological Cryosurgery and Cryotherapy. 2016; 367-71. doi.org/10.1007/978-1-4471-6765-5_73

- Poziomczyk CS, Köche B, Dornelles MA, Dornelles SIT. Avaliação da dor em criocirurgia de ceratoses actínicas. An Bras Dermatol. 2011; 86 (4): 645-50.

- Sittart JAS, Zanardi FHT. Prevalência das dermatoses em pacientes da 4ª idade. Rev Soc Bra Clin Med 2008; 6(4): 125-9.

- Martínez SB, Valencia CVO, Castellanos MMA, Camacho FJC. Polipo fibroepitelial de la vulva presentacion de un caso y revision de la literatura. Archivos Médicos de Actualización en Tracto Genital Inferior. 2011; 3(4): 5-8.

- Montagner S,Costa A. Bases biomoleculares do fotoenvelhecimento. An Bras Dermatol. 2009; 84(3): 263-9.

- Barbato MT. Associação de acrocórdones e resistência à insulina: imunomarcação cutânea do peptídeo insulinotrópico dependente de glicose (tese). Faculdade de Medicina USP. 2012. doi:10.11606/T.5.2013.tde-10052013-112945.

- Yoradjian A, Cymbalista NC, Paschoal FM. Queratose seborreica simuladora de melanoma. Surgical & Cosmetic Dermatology. 2011; 3 (2):169-171.

- Juliano Vilaverde Schmitt JV, Miot HA. Actinic keratosis: a clinical and epidemiological revision. An. Bras. Dermatol. 2012; 87(3): 425-34. doi.org/10.1590/S0365-0596201200030001

Publicado
2018-12-03
Como Citar
Salvi, K. (2018). Acrocordon, Dermatose Papulosa Nigra e Ceratose Actinica-Relato de caso. Revista De Saúde, 9(2), 16-20. https://doi.org/10.21727/rs.v9i2.1247
Seção
Relato de Caso