Doença de Crohn: Relato de caso

  • Lara Barbosa da Silva
  • Osvaldo Luiz Aranda
  • Amaro Ronaldo Inacio Filho

Resumo

A doença de Crohn é uma doença inflamatória crônica do trato gastrointestinal, transmural e segmentar, de etiologia multifatorial. Embora acometa principalmente a faixa etária compreendida entre 15 a 35 anos e 60 a 80 anos, sua incidência na população pediátrica vem aumentando nas últimas décadas. O objetivo do presente trabalho é conhecer melhor suas manifestações, tratamentos, peculiaridades e implicações durante a infância. É relatado o caso de uma paciente de 13 anos, com queixa prolongada de dores abdominais e perda de peso, levando-a a procurar atendimento médico no HUSF devido à piora da intensidade dos sintomas. Foi realizada laparotomia exploratória que constatou a presença de massa em jejuno e aderências no cólon, com laudo anatomopatológico compatível com doença de Crohn. São tecidos comentários sobre a afecção, relacionando-a às demais informações presentes na literatura, alertando para a gravidade da doença nesta faixa etária.

Referências

Habr-Gama A. Doença de Crohn intestinal: manejo. Rev. Assoc. Med. Bras. 2011;57(1):10-13.

Abrahão Jr LJ. Doença de Crohn gastroduodenal-relato de quatro casos e revisão da literatura. Arqu. Gastroenterol. 2001;38(1):57-62.

Barbiere D. Doenças inflamatórias intestinais. Jornal de Pediatria. 2000;76(Supl 2):S173-S180.

Glick SR, Carvalho RS. Inflammatory bowel disease. Pediatrics in Review. 2011;32(1):14-24.

Gómez CRA. Doença de Crohn em lactentes: relato de caso. Rev. Paul. Pediatria. 2005;23(2):94-98.

Cuffari C. Diagnostic considerations in pediatric inflammatory bowel disease management. Gastroenterology & Hepatology. 2009;5(11):775-783.

Schoffen JPF, Prado IMM. Aspectos epidemiológicos e etiológicos da doença de Crohn. Rev. Saúde e Pesquisa. 2011;4(1):73-80.

Anderi JRE, Laranjeiras M, Pessotti JR D. Doença de Crohn na infância: Relato de caso. Rev. Bras. Coloproct. 2001;21(2):92-95.

Mummery-Lockhart HE, Morson BC. Crohn´s disease (regional enteritis) of the large intestine and its distinction from ulcerative colitis. Gut. 1960;1(2):87-105.

Mamula P, Markowitz JE, Baldassano RN. Inflammatory bowel disease in early childhood and adolescence: special considerations. Gastroenterol Clin North Am. 2003;32:967-995.

Diefenbach KA, Breuer CK. Pediatric inflammatory bowel disease. World Journal of Gastroenterology. 2006;12(20):3204-3212.

Cambui YRS, Natali MRM. Doenças inflamatórias intestinais: revisão narrativa da literatura. Rev. Fac. Ciênc. Méd. Sorocaba. 2015;17(3):116-119.

Magro F. Decisões clínicas na doença de Crohn. GE Jornal Português de Gastroenterologia. 2012;19(2):71-88.

Korte RL. Doença de Crohn. Rev. Med. 1987;67(1):14-18.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Orientações para a coleta e análise de dados antropométricos em serviços de saúde: Norma Técnica do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional- SISVAN/Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. – Brasília: Ministério da Saúde, 2011.

Publicado
2017-08-31
Como Citar
da Silva, L. B., Aranda, O. L., & Filho, A. R. I. (2017). Doença de Crohn: Relato de caso. Revista De Saúde, 8(1 S1), 32-33. Recuperado de http://editora.universidadedevassouras.edu.br/index.php/RS/article/view/1006
Seção
Resumo - Suplemento