Diagnóstico de doença Celíaca: Revisão de Literatura

  • Clarice da Silva Prado
  • Vinícius Marins Carraro

Resumo

A doença celíaca é uma doença caracterizada pela intolerância à ingestão de glúten em indivíduos geneticamente predispostos. Está associada a várias outras doenças e complicações importantes que fazem com que o diagnóstico precoce seja fundamental. O diagnóstico é difícil, pois a maioria dos pacientes apresentam a forma oligoassintomática ou assintomática. Diante de tal conjuntura é imprescindível que o médico reconheça as manifestações clínicas em relação à doença celíaca e com a suspeita do diagnóstico inicie a investigação através dos exames complementares. O objetivo deste trabalho foi demonstrar, através de revisão de literatura,como deve ser realizado o diagnóstico em pacientes que apresentam as manifestações clássicas da síndrome disabsortiva e em pacientes oligoassintomáticos ou assintomáticos, visto que o diagnóstico precoce diminui os riscos de complicações e melhora a qualidade de vida. Para isso, foi realizada revisão bibliográfica com as palavras-chave: doença celíaca, diagnóstico e glúten no banco de dados Scielo, Pub Med e Lilacs, referentes ao período de 2010 a 2016, e foram selecionados artigos relevantes ao tema.Como resultado identificou-se que o diagnóstico de doença celíaca é baseado nos exames clínicos, na anamnese detalhada, na análise histopatológica do intestino delgado e na avaliação dos marcadores séricos, que serão confirmados após resolução dos sintomas clínicos e negatização da sorologia com dieta livre de glúten. Concluindo,percebeu-se que o médico deve estar atento para possibilidade de diagnóstico de doença celíaca, para que seja confirmado o mais precoce possível e com isso aumentar a chance de sobrevida do paciente e melhorar sua qualidade de vida

Referências

Longo DL. Medicina interna de Harrison, 18ª ed. Porto Alegre: AMGH. 2013:2469-2471.

Dani R, Passos MCF. Gastroenterologia essencial, 4ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan. 2011:294-318.

Machado APSL. Doença celíaca e osteoporose: revisão atualizada da literatura. Revista de ciências médicas e biológicas. 2010; 9 (Supl.1): 65-72.

Szymanska E. The importance of anti-transglutaminase IgA antibody detection in the diagnosis of celiac disease – case report of an inappropriate diagnostic approach. Przeglad gastroenterologiczny. 2015;10(4):250-253.

Akar HH. The influence of HLA-DQ2 heterodimers on the clinical features and laboratory of patients with celiac disease. Nutr. Hosp. 2015;32(6):2594-2599.

Grossmann K. Simultaneous detection of celiac disease-specific IgA antibodies and total IgA. Autoimmun Highlights. 2016;7(1):1-10.

Liu SM. Doença Celíaca. Rev. Med Minas Gerais. 2014;24(Supl.2):S38-S45.

Silva TSG, Furlanetto TW. Diagnóstico de doença celíaca em adultos. Rev. Assoc. Med. Bras. 2010;56(1):122-6.

Pascual V. Different gene expression signatures in children and adults with celiac disease. Plos One. 2016;11(2):1-10.

Balaban DV. Diagnostic yield of endoscopic markers for celiac disease. Journal of Medicine and Life. 2015;8(4):452-457.

Chmielewska A. Primary prevention of celiac disease: environmental factors with a focus on early nutrition. Ann Nutr. Metab. 2015;67(suppl 2): 43-50.

Silano M. Infant feeding and risk of developing celiac disease: a systematic review. BMJ. 2016;6:1-10.

Elli L. Evidence for the presence of non – celiac glúten sensitivity in patients with functional gastrointestinal symptoms: results from a multicenter randomized double – blind placebo – controlled gluten challenge. Nutrients. 2016;8(2):1-13.

Abenavoli L. Nutritonal profile of adult patients with celiac disease. European review for medical and pharmacological sciences. 2015; 19:4285-4292.

Araújo HMC. Doença celíaca, hábitos e práticas alimentares e qualidade de vida. Rev. Nutr. 2010;23 (3):467-474.

Assor E. Design of a dietary intervention to assess the impact of a glúten-free diet in a population with type 1 diabetes and celiac disease. BMC Gastroenterology. 2015;15:1-10.

Publicado
2017-08-31
Como Citar
Prado, C. da S., & Carraro, V. M. (2017). Diagnóstico de doença Celíaca: Revisão de Literatura. Revista De Saúde, 8(1 S1), 26-27. Recuperado de http://editora.universidadedevassouras.edu.br/index.php/RS/article/view/1001
Seção
Resumo - Suplemento