Moldagem Convencional x Moldagem Digital: onde estamos e para onde vamos

Resumo

Uma boa moldagem é fundamental para o sucesso do processo reabilitador. O uso da técnica convencional utilizando o silicone de adição ainda se faz presente em muitos consultórios, pois é confiável e precisa. Porém com as inovações e avanços tecnológicos na odontologia, a técnica de impressão digital vem sendo aperfeiçoada há mais de 30 anos. Necessita-se saber se esta técnica atingiu os mesmos níveis de precisões e confiabilidades que a convencional. Este trabalho tem como objetivo, comparar a moldagem convencional com silicone de adição e a moldagem digital, quanto à precisão, adaptação marginal e biossegurança, assim realizou-se uma revisão de literatura utilizando as bases de dados PUBMED, SCIELO E BVS através das palavras-chave: “CAD/CAM”, “impressão convencional”, “impressão digital”, “impressão de arco total”, “silicone de adição” e “precisão”. O resultado da análise mostrou que, embora os materiais de impressão convencionais possuam ótima precisão, eles possuem algumas desvantagens, como desconforto para o paciente, causam muita sujeira, possuem várias etapas que possibilitam maior risco de causar imperfeições, e exigem uma maior experiência do profissional, enquanto as impressões digitais são mais confortáveis para os pacientes, mais ágeis e mais fáceis de usar. Ambas as técnicas de impressões digitais e convencionais demonstraram ser capazes de produzir resultados clinicamente aceitáveis, então os cirurgiões dentistas deverão basear a sua escolha de acordo com o conceito que melhor se adapta à sua prática clínica atual e o trabalho que deseja realizar.

Palavras-chaves: Técnica de Moldagem Odontológica; Tecnologia Odontológica; Precisão da Medição Dimensional; Biossegurança; CAD/CAM.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Isabella Cardoso Filgueiras Gomes, Universidade de Vassouras

Acadêmica no Curso de Odontologia, Universidade de Vassouras. Vassouras, RJ, Brasil.

Carlos Roberto Teixeira Rodrigues, Universidade de Vassouras

Doutor. Docente do Curso de Odontologia, Universidade de Vassouras. Vassouras, RJ, Brasil.

Cezar Romero Furtado Teixeira, Universidade de Vassouras

Docente do Curso de Odontologia, Universidade de Vassouras. Vassouras, RJ, Brasil.

Marcelo Vieira Bruno, Universidade de Vassouras

Docente do Curso de Odontologia, Universidade de Vassouras. Vassouras, RJ, Brasil.

Publicado
2021-06-22