A prevenção da lesão por pressão em unidades de terapia intensiva e a enfermagem neste contexto

Resumo

O presente trabalho tem como objeto a produção científica brasileira sobre a prevenção
de lesão por pressão em uma unidade de terapia intensiva e a enfermagem neste
contexto. A ocorrência de LPP constitui evento adverso em pacentes hospitalizadose,
apesar de todos avanços na segurança do paciente, continua acontecendo com elevada
incidencia nas UTI. Tendo como objetivo geral: identificar na literatura de que maneira
ocorre a atuação da equipe de enfermagem para a prevenção da lesão por pressão nas UTI, e como objetivo específico: descrever as principais intervenções desenvolvidas
pelo enfermeiro visando à prevenção da lesão por pressão em uma UTI. Trata-se de uma
revisão integrativa, na base de dados da Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), sendo os
critérios de inclusão artigos completos disponíveis de maneira gratuita, no idioma
português e que foram publicados de 2014 a 2019. Foram encontrados 29 artigos que
contribuem para o desenvolvimento do estudo e realização do objetivo proposto dentro
desta temática. Para melhor compreensão do conteúdo na discussão foram apresentadas
as seguintes categorias: as principais intervenções de enfermagem utilizadas na unidade
de terapia intensiva para prevenção de lesão por pressão e a capacitação profissional
como estratégia para redução de riscos relacionados a lesão por pressão e os desafios
encontrados. Conclui-se que a educação permanente é fator primordial para capacitação
profissional. É necessário que as instituições priorizem a elaboração e a implementação
de protocolos de prevenção, bem como, trabalhar com um número ideal de enfermeiros,
a fim de evitar sobrecarga de trabalho, melhorando assim a qualidade assistencial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Diogo Jacintho Barbosa, Universidade do Estado do Rio de JaneiroUniversidade Federal do Rio de Janeiro

Doutorando em Enfermagem (UERJ). Mestre em Telemedicina e Telessaúde (UERJ). Graduação em Enfermagem (GAMA FILHO). Membro dos Grupos de Pesquisa Telemedicina e Telessaúde (UERJ) e do Grupo Promoção à Saúde e Cuidado na Atenção Primária, na linha de pesquisa: Avaliação de Serviços e Tecnologias (FIOCRUZ).Membro do Corpo Editorial na função de revisor dos seguintes periódicos: Pesquisa e Saúde da Universidade Cesumar e Revista de Saúde Santa Maria da Universidade Federal de Santa Maria. Membro da ISFTeH - International Society for Telemedicine and eHealth. Professor Substituto na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).Professor de Curso Preparatório em Enfermagem de Nível Superior e Médio. . Atuante na área de saúde desde 2009 nas seguintes temáticas: Educação em Enfermagem, Saúde Mental, Álcool e Outras Drogas, Drogas Psicoativas, Telessaúde, Tele-educação.

Publicado
2020-12-11