O ensino de ética médica como parte da graduação em medicina: Revisão sistemática de literatura

Resumo

O objetivo deste estudo foi verificar, por meio de uma revisão sistemática, com a ética
médica no ensino de graduação de medicina é abordada na literatura. Trata-se de uma
revisão sistemática de estudos publicados em português, de 2013 a 2020, disponíveis
nas bases de dados da Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), SciELO, Lilacs e Medline,
utilizando os descritores: Ética, Educação Médica e Estudantes de Medicina. A partir da
leitura e análise crítica de 16 artigos pré-selecionados, 12 foram considerados de maior
relevância para a realização da pesquisa. Verifica-se que os assuntos discutidos na
literatura são diversificados, abrangendo um amplo campo de questões que envolvem
métodos alternativos de ensino da ética na graduação, análise de problemas morais,
como os que envolvem o sigilo médico na relação médico-paciente e percepção dos
estudantes sobre a disciplina e/ou ensino de ética médica. Estudos mostram que na
percepção dos estudantes de medicina existe uma desvalorização do ensino de ética
médica na graduação, bem como a dissociação entre teoria e prática. Ficou evidente que
o conhecimento dos estudantes sobre o sigilo na relação médico-paciente ainda é
deficiente, mesmo para alunos em níveis avançados da graduação. Havendo consenso
de que a conduta ética precisa começar a ser desenvolvida ainda na formação inicial do
estudante, a fim de se construir um agir profissional eticamente correto. Conclui-se que
existem deficiências no ensino de ética médica, mas essas podem ser superadas quando
houver a valorização da disciplina nos cursos de graduação de medicina e, sobretudo,
nas universidades brasileiras.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-12-16