Simulação Realística como Estratégia Facilitadora no Ensino-aprendizagem para Identificação dos Riscos no Paciente Cirúrgico Oncológico

Resumo

Esse estudo traz como objeto à utilização da simulação realística como tecnologia educacional visando uma estratégia facilitadora do ensino na gestão do cuidado seguro através da visita pré-operatória de enfermagem. Objetiva validar a estratégia da simulação realística aplicada no ensino da visita pré-operatória para residência de enfermagem oncológica, visando identificar os riscos no processo da gestão do cuidado seguro. A proposta metodológica da pesquisa será realizada em caráter descritivo e exploratório, com abordagem qualitativa de desenvolvimento metodológico, a qual caracteriza-se pela validação de tecnologias educacionais, o cenário de atuação da simulação realística se dará na unidade II no Instituto Nacional do Câncer (INCA). Como instrumentos de coleta de dados serão utilizados questionário pré e pós teste (para os participantes), questionário de validação (para os juízes especialistas), habilitação de curso referência em simulação realística, atores e/ou manequins e roda de conversa (debriefing), os participantes da pesquisa serão os discentes de enfermagem do Programa de Residência Multiprofissional Oncológica do Instituto Nacional do Câncer (INCA), eles deverão assinar o termo de consentimento livre e esclarecido. E como resultado, acredita se que esse estudo contribua com a formação do residente de enfermagem sob o olhar da gestão do cuidado seguro através da visita pré operatória e pretende-se produzir como produto um treinamento aplicando a simulação realística como metodologia ativa. Acredita-se que com o processo ensino aprendizagem (enfermeiro preceptor e residente de enfermagem), onde podemos destacar a ação participativa no fazer pedagógico através da metodologia ativa, a formação profissional se dará com ênfase na segurança do paciente cirúrgico.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lilia Dias Santana de Almeida Pedrada, Universidade Federal Fluminense

Enfermeira. Mestranda do programa de Mestrado Profissional em Ensino na Saúde/MPES, Universidade Federal Fluminense (UFF). Niterói, RJ. Brasil.

Ana Karine Brum, Universidade Federal Fluminense - UFF

Pós-doutora em Enfermagem pela Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ/EEAN, Doutora em Enfermagem pela Escola de Enfermagem Anna Nery -UFRJ, Mestre em Enfermagem pela Escola de Enfermagem Alfredo Pinto - UNIRIO, Especialista em Geriatria e Gerontologia Interdisciplinar pela Universidade Federal Fluminense- UFF, Membro titulada pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia - SBGG . Graduada pela Escola de Enfermagem Anna Nery - UFRJ, Professor Associado do Departamento de Fundamentos de Enfermagem e Administração- EEAAC- UFF. Docente do Curso de Mestrado Profissional no Ensino em Saúde (MPES /UFF); Docente do Curso de Especialização em Gerontologia e Geriatria Interdisciplinar (UFF) Membro do NECIGEN - UFF Membro fundadora da SOBRASP ( Sociedade Brasileira de Segurança do Paciente para a Qualidade do Cuidado) Coordenadora do Programa de Extensão: LabQualiSEG UFF - Laboratório de Tecnologias Educacionais inovadoras do Gerenciamento em Segurança do Paciente e da Qualidade do Cuidado no Ensino em Saúde, Líder do GePI LabQualiSeg UFF ( CNPQ) 2ª Líder do Grupo de Pesquisa NIGG ( CNPQ) Ex -Coordenadora do GEESP ( até 2019_ Ex-Coordenadora da REBRAENSP -NÚCLEO RIO DE JANEIRO 2014-2016

Publicado
2020-12-16