Conceitos sobre o diagnóstico e tratamento das lesões cervicais não cariosas: revisão de literatura

Resumo

As lesões cervicais não cariosas constituem um grupo de grande complexidade clínica odontológica, sobretudo, no que se refere ao agente etiológico e tratamento proposto. Atualmente as lesões cervicais não-cariosas têm sido pesquisadas com maior interesse em decorrência da perda excessiva do tecido dentário na região cervical (junção amelocementária), causando sensibilidade dentária, problemas funcionais e estéticos. O presente trabalho tem como objetivo abordar por meio de uma revisão da literatura a etiologia das lesões cervicais não cariosas, sendo de extrema importância para favorecer um tratamento adequado ao paciente. Foi realizado um levantamento bibliográfico nas bases de dados Medline, PubMed, Scielo, Science direct e Google Scholar. A estratégia de busca utilizada foi “noncarious cervical lesions”, “tooth abrasion”, “tooth erosion” e “tooth abfraction”. Foram selecionados 24 artigos publicados entre 2014 até 2019. As lesões cervicais não cariosas são patologias de etiologia multifatorial, todavia, sem relação com agente infeccioso. O tratamento é diversificado, sendo comum iniciar com a identificação do fator causal, o prognóstico depende do nível da lesão, sendo importante informar e orientar os pacientes acerca de hábitos que causam danos a sua saúde, bem como, processos de higiene pessoal adequado para a promoção de saúde individual.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luana Amorim Morais da Silva, UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE

Graduanda em Odontologia. Departamento de Odontologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, Rio Grande do Norte, Brasil.

Gabriel Gomes da Silva, UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE

Graduando em Odontologia. Departamento de Odontologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, Rio Grande do Norte, Brasil.

Rafaella Bastos Leite, UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE

Doutora em Patologia Oral. Departamento de Odontologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, Rio Grande do Norte, Brasil.

Gabriel Coutinho Gonçalves, UECE

Fisioterapeuta. Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas, Universidade Estadual do Ceará, Fortaleza, Ceará, Brasil.

Dennys Ramon de Melo Fernandes Almeida, UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE

Doutorando em Ciências Odontológicas. Departamento de Odontologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, Rio Grande do Norte, Brasil.

Publicado
2020-06-16