Influências da espiritualidade e religiosidade na assistência de enfermagem a pacientes que facejam o processo morte-morrer.

Resumo

Objetivo: Consiste em compreender como a inclusão da espiritualidade e da religiosidade na assistência de enfermagem influenciam o tratamento de pacientes que facejam o processo de morte-morrer. Metodologia: Trata-se de revisão integrativa com abordagem qualitativa e natureza exploratória. A coleta de dados foi realizada na Biblioteca Virtual em Saúde, a partir de produções socializadas nos últimos cinco anos. A amostra constituiu-se de treze artigos que melhor se articularam com o objetivo do estudo. Resultados: Verifica-se a existência de variados estudos estabelecendo relações entre enfermagem, espiritualidade, religiosidade e cuidados paliativos na assistência em saúde. O paciente que recebe cuidados paliativos é um paciente sensível que tende a sentir maior carência espiritual e religiosa. Contudo, ainda existe uma dificuldade dos profissionais para lidar com essa questão. Conclusão: Apesar de não haver solução para a morte, é possível proporcionar um processo de terminalidade digno, para o qual é fundamental o apoio emocional e a valorização da espiritualidade e da religiosidade na assistência de enfermagem em cuidados paliativos.

Palavras-Chave: Cuidados Paliativos; Enfermagem; Espiritualidade; Religiosidade.

Publicado
2019-12-11