Extratos de Erva-de-Santa-Maria na saúde pública: controle do vetor de arboviroses

Resumo

As arboviroses são uma grande preocupação na saúde pública nacional, e os programas com pouquíssima participação das comunidades, sem integração intersetorial e com pequena utilização do instrumental epidemiológico mostraram-se incapazes de conter um vetor com altíssima capacidade de adaptação ao ambiente criado pela urbanização. Há a preocupação e constantes sobre as ações desenvolvidas pelas equipes de saúde sobre as doenças causadas pelo A. aegypti. Este estudo buscou, através de extratos naturais de Chenopodium ambrosioides alternativas populares no controle do mosquito vetor. Nos bioensaios, foram utilizadas 20 larvas de terceiro estádio (L3), por grupo, em triplicata, totalizando 60 grupos testes e os grupos controle e testemunho. Os extratos foram aplicados na concentração de 50µg/mL no meio de criação das larvas de A. aegypti. Os resultados mostraram toxicidade de 100% de larvas de terceiro estádio (L3), com o extrato hexânico obtido da extração em laboratório de química. Este dado justifica a hipótese desta planta atuar com eficácia no controle do A. aegypti e contribuir no controle das epidemias de arboviroses. Importante salientar que o enfermeiro apresenta função relevante na atenção básica no controle destas doenças. Porém, é necessário o envolvimento da população e de políticas públicas para que seja possível a real prevenção das arboviroses.

Biografia do Autor

Lauriane Proença de Assis Proença Pinto, Universidade de Vassouras

Acadêmica de Enfermagem pela Universidade de Vassouras

Igor Luiz Souza da Cruz, Universidade de Vassouras

Mestre. Laboratório de Insetos Vetores e Mestrado Profissional em Ciências Ambientais da Universidade de Vassouras. RJ, Brasil.

Thiago Dutra Dias

Especialista. Laboratório de Insetos Vetores, Universidade de Vassouras. RJ, Brasil. 

Nildimar Alves Honório, FIOCRUZ

Doutora. Pesquisadora. Laboratório de Mosquitos Transmissores de Hematozoários e Núcleo Operacional Sentinela de Mosquitos Vetores, IOC, FIOCRUZ, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Sebastião Jorge da Cunha Gonçalves, Universidade de Vassouras

Mestre. Professor do Curso de Enfermagem e Medicina, Universidade de Vassouras. RJ, Brasil.  E-mail: ORCID:

Marise Maleck, Universidade de Vassouras

Doutora. Professora do Curso de Medicina; Pesquisadora do Laboratório de Insetos Vetores e Mestrado Profissional em Ciências Ambientais da Universidade de Vassouras; Laboratório de Entomologia Médica e Forense, IOC, FIOCRUZ, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Publicado
2019-06-29
Seção
Enfermagem