Preceptoria de Enfermagem em Saúde da Família: definindo sua identidade e relevância para o Sistema Único de Saúde

Resumo

Objetivos: analisar a importância do preceptor para a formação do residente de enfermagem no Sistema Único de Saúde e conhecer o perfil do profissional preceptor da residência em saúde da família do município do Rio de Janeiro. Método: pesquisa qualitativa do tipo descritiva. Será realizada na rede de atenção básica do município do Rio de Janeiro, onde exista Estratégia Saúde da Família e que seja campo de da residência de enfermagem em saúde da família. Será adotado como critério de inclusão, desenvolver a atividade de preceptor no mesmo cenário por no mínimo o período de um ano e o critério de exclusão será ser preceptor, mas encontrar-se de férias ou licenças durante a pesquisa de campo. Para a coleta de dados, será utilizada a entrevista semiestruturada. Posteriormente, os dados serão tratados por meio da análise temática. A pesquisa foi submetida à apreciação do Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal Fluminense e da Secretaria de Saúde do Município do Rio de Janeiro. Resultados esperados: promover uma reflexão do papel do preceptor e de que forma sua prática interfere na formação do residente para o SUS, assim como evidenciar o seu perfil e os métodos pedagógicos que utiliza para auxiliar na formação dos enfermeiros residentes.

Biografia do Autor

Gabriela Moiçó Azevedo, UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE - UFF
Mestranda do Mestrado Profissional em Ensino na Saúde/MPES, UFF, RJ, Brasil.
Ândrea Cardoso de Souza, UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE - UFF
Professora do programa de Mestrado Profissional em Ensino na Saúde/MPES, Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa, Universidade Federal Fluminense/UFF
Donizete Vago Daher, UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE - UFF
Professora Associada da Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa, Universidade Federal Fluminense/UFF
Maristela Magalhães dos Santos Cordeiro, UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE - UFF
Mestranda do Mestrado Profissional em Ensino na Saúde/MPES, UFF, RJ, Brasil.

Referências

Gubert E, Prado ML. Desafios na prática pedagógica na educação profissional em Enfermagem. Rev. Eletr Enf., 2012; 13(2):285-95. Disponível em: <http://www.fen.ufg.br/revista/v13/n2/v13n2a15.htm>. Acesso em: 12 abr. 2017.

Botti SHO. Desenvolvendo as competências profissionais dos residentes. Rev Hosp Univ Pedro Ernesto, 2012;11(Supl.1):102-6, 2012. Disponível em: <http://revista. hupe.uerj.br/detalhe_artigo.asp?id=317>. Acesso em: 12 abr. 2017.

Bardin L. Análise de conteúdo. 5. ed. Lisboa: Edições 70; Persona, 2010.

Publicado
2019-06-29
Seção
Nota Prévia