Relevância do cirurgião-dentista no diagnóstico do câncer de boca

  • Nathalia de Azevedo Madeira Universidade de Vassouras
  • Flávia Cristina Rosas de Carvalho Universidade de Vassouras
Palavras-chave: Câncer bucal, Cirurgião-dentista, Diagnóstico precoce.

Resumo

O câncer de boca é uma doença multifatorial e complexa, constituindo um problema de saúde pública no mundo. Devido à facilidade de acesso à boca e de sua inspeção, o diagnóstico precoce não deveria apresentar grandes dificuldades. Porém grande parte dos casos ainda é diagnosticada em fase avançada. Em relação aos profissionais, a insegurança, negligência da inspeção de tecidos moles e a falta de conhecimento ainda são adversários no diagnóstico precoce do câncer de boca. Uma vez que é da competência do cirurgião-dentista o exame minucioso da cavidade bucal, seu conhecimento, bem como sua atuação se fazem indispensáveis na prevenção, fases iniciais da doença bem como durante o tratamento, diminuindo as altas taxas de mortalidade e morbidade causadas pela doença.

Biografia do Autor

Nathalia de Azevedo Madeira, Universidade de Vassouras
Graduanda de Odontologia da Universidade de Vassouras
Flávia Cristina Rosas de Carvalho, Universidade de Vassouras
Professora Assistente da Universidade de Vassouras.

Referências

Instituto Nacional de Câncer Estimativa 2016: incidência de câncer no Brasil / Instituto Nacional de Câncer. José Alencar Gomes da Silva – Rio de Janeiro: INCA, 2018.

Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva. Estimativa 2012: incidência de câncer no Brasil. Rio de Janeiro: INCA; 2011.

Brener S, Jeunon FA, Barbosa AA, Grandinetti HAM. Carcinoma de células escamosas bucal: uma revisão de literatura entre o perfil do paciente, estadiamento clínico e tratamento proposto. RevBrasCancerol 2007; 53:63-9.

10. COSTA, E. G., MIGLIORATI, C. A. Câncer bucal: Avaliação do tempo decorrente entre a detecção da lesão e o início do tratamento. Rev. Bras. de Cancerologia. 2001; 47 (3): 283-9.

11. MELO, Letícia de Cássia et al . Perfil epidemiológico de casos incidentes de câncer de boca e faringe. RGO, Rev. gaúch. odontol. (Online), Porto Alegre , v. 58, n. 3, set. 2010 . Disponível em <http://revodonto.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1981-86372010000300012&lng=pt&nrm=iso>. acessos em 18 abr. 2018.

22. Blot WJ, McLaughtlin JK, Winn DM, et al. Smoking and drinking in relation to oral and pharyngeal cancer. Cancer Res 1988 Jun;48:3282-7.

Lima AAS, França BHS, Ignácio AS, Baioni CS. Conhecimento de alunos universitários sobre câncer bucal. RevBras Cancerologia. 2005; 51(4):283-8.

Kowalski LP. Carcinoma da boca: epidemiologia, diagnóstico e tratamento. Acta AWHO. 1991;10(3):128-34. 20. Kowalski LP, Magrin J, Riera C, Coelho FR, Zeferino LC. Modelo de programa de prevenção e detecção precoce do câncer bucal. Saúde debate. 1991;(32): 66-71.

Daniel FI, Granato R, Grando LJ, Fabro SML. Carcinoma de células escamosas em rebordo alveolar inferior: diagnóstico e tratamento odontológico de suporte. J Bras Patol Med Lab 2006; 42(4):279-83.

. Oliveira Lucinei Roberto de, Ribeiro-Silva Alfredo, Zucoloto Sergio. Perfil da incidência e da sobrevida de pacientes com carcinoma epidermóide oral em uma população brasileira. J. Bras. Patol. Med. Lab. [Internet]. 2006 Oct [cited 2018 June 05] ; 42( 5 ): 385-392. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-24442006000500010&lng=en. http://dx.doi.org/10.1590/S1676-24442006000500010.

Santos LC, Batista Ode M, Cangussu MC. Characterization of oral cancer diagnostic delay in the state of Alagoas.Braz J Otorhinolaryngol 2010; 76(4):416-422.

. Falcão MML. Conhecimento dos cirurgiões-dentistas em relação ao câncer bucal [Dissertação de Mestrado]. Feira de Santana: Universidade Estadual de Feira de Santana; 2006.

Baptista Martins R, Magdalena Giovani É, Villalba H. Lesões Cancerizáveis na cavidade bucal. Ver Inst Ciênc SAÚDE. 2008:26(4):467-476.

MELO, Letícia de Cássia et al . Perfil epidemiológico de casos incidentes de câncer de boca e faringe. RGO, Rev. gaúch. odontol. (Online), Porto Alegre , v. 58, n. 3, set. 2010 . Disponível em <http://revodonto.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1981-86372010000300012&lng=pt&nrm=iso>. acessos em 18 abr. 2018.

Souza J, Sá M, Popoff D. Comportamentos e conhecimentos de cirurgiões-dentistas da atenção primária à saúde quanto ao câncer bucal. Cadernos Saúde Coletiva. 2016;24(2):170-177.

. Pinheiro, S. M. S., Cardoso, J. P., Prado, F. O. Conhecimentos e Diagnóstico em Câncer Bucal entre Profissionais de Odontologia de Jequié, Bahia. Revista Brasileira de Cancerologia 2010; 562: 195-205.

Venturin Benvenutti E, Pressi T, Letícia Freddo S, Mangarim Zasso F, Luiz Freddo A, Signor E. Conhecimento dos cirurgiões-dentistas das unidades básicas de saúde do município de chapecó-sc sobrecancêr bucal: um alerta ao diagnóstico precoce. Revista Tecnológica [Internet]. 2015 [cited 8 June 2018];2(1):153-162. Available from: https://uceff.edu.br/revista/index.php/revista/article/view/51

Ulisses Carvalho de Melo A, Raquel Diniz da Rocha M, Gomes Agripino G, Ferreira Ribeiro C. Informação e comportamento de cirurgiões-dentistas do Programa Saúde da Família de Aracaju a respeito de câncer bucal. Rev Bras Cir Cabeça Pescoço. 2008;37(2):114.

Cimardi ACBS, Fernandes APS. Câncer da boca: a prática e a realidade clínica dos cirurgiões-dentistas de Santa Catarina. RFO UPF 2009; 14:99-104.

Lima Leôncio L, Pablizia Cavalcante Batista É, de Sousa Queiroz F, Bezerra Cavalcanti Nóbrega C, Ellen Dantas Costa L. Diagnóstico e encaminhamento de pacientes com doenças bucais no serviço público de saúde de Patos- PB: atuação do cirurgião-dentista na referência e contra referência. 51 [Internet]. 2015 [cited 5 June 2018];4. Available from: https://seer.ufmg.br/index.php/arquivosemodontologia/article/view/2395/1795

Nascimento EPA, Nogueira LT, Silva TSO, Ferreira RS, Pinheiro COB. Câncer bucal: conhecimento de cirurgiões-dentistas e acadêmicos de Odontologia. Rev Interd. 2014; 7(3):9-16

Lima AAS, França BHS, Ignácio AS, Baioni CS. Conhecimento de alunos universitários sobre câncer bucal. RevBras Cancerologia. 2005; 51(4):283-8.

Barbosa SPR,Paiva MDE, Rodrigues CLT, Rodrigues GF.Valorizando a biópsia na clínica odontológica .Arquivos em Odontologia, Belo Horizonte, V.41, n.4, o273-368, out./dez. 2005.

Santos VCB, Assis AMA, Ferreira SMS, Dias EP. Câncer de boca: análise do tempo decorrido da detecção ao início do tratamento em centro de oncologia de Maceió. RevBras Odontol. 2012;69(2):159-64.

COSTA, E. G., MIGLIORATI, C. A. Câncer bucal: Avaliação do tempo decorrente entre a detecção da lesão e o início do tratamento. Rev. Bras. de Cancerologia. 2001; 47 (3): 283-9.

Peres Rs, Freitas SM, Dedivitis RA, Rapoport A, Denardin OVP, Sobrinho JÁ, et al. Epidmiologic Study of Squamous Cell Carcinoma of de Mounth and Oropharynx.Int. Arch Otorhinolaryngol. 2007:11(3):271-277.

Abdo NE, Garrocho AA, Aguiar MCF. Avaliação do nível de informação dos pacientes sobre o álcool e o fumo como fatores de risco para o câncer bucal. Ver ABO Nac. 2006 Jun; 14(1):44-48.

Publicado
2018-12-21