Da Servidão Humana: notas sobre a presença da relação homem-natureza nas disposições relativas às ciências naturais da BNCC e na Lei de Educação Ambiental

Autores

  • Frederico Novaes da Fraga Universidade de Vassouras
  • Cristiane Borborema Chaché Universidade de Vassouras
  • Irenilda Reinalda Barreto de Rangel Moreira Cavalcanti

DOI:

https://doi.org/10.21727/rm.v13i1.2965

Resumo

O dilema sobre o que é a relação entre o homem e a natureza remonta aos primórdios do pensamento ocidental. As primeiras incursões filosóficas nesse tema de que se tem notícia tinham a preocupação de compreender o que era esta matéria de que os homens são feitos e na qual vivem: esses filósofos discutiram as origens da matéria, sua composição e dinâmica, temas preponderantes antes de serem suplantados pelo interesse voltado ao humano, característico do projeto socrático. O interesse pela natureza não é abandonado, mas continua nas obras dos pensadores, desde os medievais aos homens de ciência, intelectuais, cientistas e pesquisadores. Esses homens estão no protagonismo do desenvolvimento da cultura científica. Este trabalho faz uma leitura da Lei de Diretrizes e Bases da Educação, juntamente com a Base Nacional Curricular Comum, ligada a ela, e da Lei de Educação Ambiental, buscando identificar, em suas disposições, quais os elementos se referem às ciências naturais e de que forma se coadunam com a dinâmica da difusão do conhecimento representada pela Espiral da Cultura Científica e como percebem a relação homem-natureza. Este trabalho conclui que esses documentos trazem recomendações sobre aspectos da relação homem-natureza, no sentido de a educação formal se preocupar com a disponibilização de rudimentos para que o indivíduo compreenda sua relação com o seu entorno, qual a sua influência nele e de que modo pode proceder para que suas atitudes não sejam deletérias para com seus contemporâneos e com as gerações vindouras, enquanto a não-formal cumpre o papel de dar continuidade a essa formação, mantendo-o atualizado quanto ao estado das discussões e aos fatos novos, ensejando uma ação mais consciente eficiente ante o sistema da natureza.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-04-19

Edição

Seção

Dossiê Temático: Humanidade e Natureza