Vulnerabilidade Racial na Sociedade e Saúde Mental

Autores

  • Sebastião Luiz Barbosa Fernandes
  • Pamela Cristina Silva Universidade de Vassouras
  • Bárbara Batista Silveira

DOI:

https://doi.org/10.21727/rm.v13i1.2848

Resumo

Qualquer indivíduo que sofra agressão, opressão e violência, terá sua saúde mental afetada. O racismo, que é a crença da falsa superioridade de certas raças sobre outras, acaba justificando a desigualdade entre os grupos, oprimindo, agredindo e violentando. O objetivo geral deste trabalho é estudar como a situação de vulnerabilidade da população negra pode afetar a sua saúde mental. O objetivo específico foi verificar como a Psicologia tem enfrentado tal desafio. Para tanto foram realizadas buscas nas plataformas Scielo e Lilacs, onde se buscou autores que dessem embasamento científico ao objetivo proposto. O estudo verifica que as concepções racistas do século XIX e início do século XX, no que dizia respeito às características de personalidade ou perfil psicopatológico que se pretendia atribuir à população negra, ainda persistem na mentalidade da sociedade em geral, e o que é pior, entre alguns profissionais de saúde. Observa também que existe pouca publicação acadêmica sobre o tema no Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-04-19

Edição

Seção

Artigos de Demanda Contínua