Intervenções direcionadas para crianças em vulnerabilidade social

uma Revisão Integrativa da Literatura

  • Sandra Duarte Antão Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
  • Ana Cláudia de Azevedo Peixoto Universidade Federal Rural d Rio de Janeiro

Resumo

Crianças em vulnerabilidade social estão expostas a inúmeros estressores que ocorrem de maneira crônica, contribuindo para alterações importantes nas habilidades de autorregulação e socioemocionais. O trabalho direcionado para essa fase do desenvolvimento tem sido apontado como um fator de proteção importante na prevenção de psicopatolgoias ao longo da vida. O objetivo deste artigo foi mapear quais intervenções, a partir dos pressupostos teóricos da abordagem Cognitivo Comportamental, têm sido aplicadas no Brasil na última década para crianças e famílias em situação de vulnerabilidade social. Para tal, foi utilizado o método da Revisão Integrativa da Literatura. A escolha desta abordagem psicológica justificou-se por ter vasta comprovação empírica e resultados científicos eficazes e eficientes. Após o estudo não foram encontrados protocolos baseados nesta abordagem teórica para esta finalidade, o estudo apontou ainda que para atuação em contextos de vulnerabilidade social é necessário o trabalho em rede e que o pesquisador participe ativamente do contexto ecológico da comunidade. Tornam-se relevantes pesquisas que contribuam para que a Terapia Cognitivo Comportamental tenha resultados que abarquem populações que vivenciam situações de vulnerabilidade social, favorecendo o acesso de crianças e suas famílias a técnicas que poderão emergir como um importante componente de prevenção, podendo indicar diálogos que visem diferentes formas de redução da desigualdade social no país. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sandra Duarte Antão, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Mestre em Psicologia/ Programa de Pós-Graduação/ Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ)

Ana Cláudia de Azevedo Peixoto, Universidade Federal Rural d Rio de Janeiro

Doutora em Psicologia/ Docente do Programa de Pós-Graduação em Psicologia/ Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ)

Publicado
2021-08-20
Seção
Artigos de Demanda Contínua