A humanidade às avessas em “A terra dos meninos pelados” de Graciliano Ramos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21727/rm.v12i1.2439

Resumo

Este artigo tem como objetivo analisar a obra do autor Gracilinao Ramos, A terra dos meninos pelados, evidenciando atrajetória de Raimundo, menino sonhador, protagonista do conto, que enfrenta discriminação e cria um mundo fantástico, terra de Tatipirun, como forma de reconstrução daa realidade. As principais discussões do texto propõem reflexões sobre as obras de Edgar Morin(2003) e Mikhail Bakhtin(1929), evidenciando os desafios de se construir uma sociedade plural e um conhecimento ecológico, as complexidades de uma modernidade líquida que agrega uma multiplicidade de valores, mas que tende ao enfraquecimento das relações sociais, influenciando todas as áreas do saber. A metogologia do trabalho é qualitativa e utiliza a pesquisa bobliográfica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-04-27

Edição

Seção

Dossiê Temático II: Literatura e Educação