Psico-pediatria: a Importância do Brincar na Elaboração do Sofrimento da Criança Hospitalizada

  • Raabe Francisca de Moura Duca Santos Universidade de Vassouras
  • Fátima Niemeyer da Rocha Universidade de Vassouras

Resumo

O brincar é um direito essencial para a saúde emocional da criança, sendo a forma da criança se apresentar no mundo. No enfrentamento do adoecimento o brinquedo se apresenta como um recurso psíquico para minimizar os efeitos de uma hospitalização de longo prazo. Este artigo visa discutir a importância do brincar e da ludicidade na elaboração psíquica de crianças hospitalizadas, no âmbito da internação pediátrica. Uma revisão da literatura especializada no assunto serviu de base para uma reflexão sobre a importância e o papel do lúdico no período de internação infantil. Este recurso contribui para o desenvolvimento infantil, minimizando os impactos exercidos pela situação de internação hospitalar, proporcionando bem-estar tanto físico, quanto psíquico, durante o período de internação, contribuindo com a equipe multidisciplinar para uma melhor qualidade de vida da criança hospitalizada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Raabe Francisca de Moura Duca Santos, Universidade de Vassouras

Aluna do Curso de Pós-Graduação Lato Senso Especialização em Psicologia Hospitalar e da Saúde.

Fátima Niemeyer da Rocha, Universidade de Vassouras
Possui doutorado em Psicologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro-RJ, mestrado em História pela Universidade Severino Sombra, Vassouras-RJ, especialização em Psicologia Social pela Fundação Getúlio Vargas/Rio de Janeiro-RJ, e graduação em Psicologia pelo Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora-MG. Atualmente, é professora titular e exerce a função de Coordenadora Adjunta da Pós-Graduação Lato Sensu, da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, na Universidade de Vassouras. Tem experiência docente nos níveis de graduação e de pós-graduação, com desenvolvimento de pesquisas na área de Psicologia, com ênfase em Psicologia Social, principalmente, nos seguintes temas: psicologia positiva, qualidade de vida, bem-estar subjetivo e felicidade.
Publicado
2021-04-27
Seção
Artigos de Demanda Contínua