Considerações sobre a importância da fala na psicanálise e sua afinidade com o programa de doze passos de Alcoólicos Anônimos

  • Ana Lúcia Cavalcanti de Silva Universidade de Vassouras
  • Fernanda Samico Universidade de Vassouras

Resumo

O trabalho tem como finalidade articular, sob o ponto de vista da psicanálise, os efeitos produzidos pelo ato de fala direcionada ao ouvinte, em dois ambientes discursivos distintos, apontando para a importância da linguagem na estruturação do inconsciente. Pretende levar, a partir de um recorte, informação sobre a dinâmica de funcionamento de um grupo de A.A. -  irmandade norteada por um programa de doze passos - que assim como a psicanálise, porém sem substituí-la, lança mão do discurso do sujeito que traz consigo uma demanda, um sofrimento, para promover a sua recuperação E, mais especificamente, lançar um apelo no sentido de abrirmos a mente para o reconhecimento desse espaço de “cura”, traduzida segundo Freud como “a reorganização do Eu”, […] Efetivamente, Freud fala da ampliação do Eu  e define a cura como a produção de um ser psíquico novo. Mesmo assim concebida, a cura continua sendo uma ideia, um ideal vago. (1927)

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-06-16
Seção
Primeiros Escritos