Psico-oncologia: A atuação do Psicólogo junto aos familiares e ao paciente oncológico

  • Eleni Severino dos Santos Pio Universidade de Vassouras
  • Maria Clara de Mello Andrade

Resumo

O câncer é uma patologia que pode interferir de forma significativa na vida do sujeito e de seu familiar/cuidador. Neste contexto, surge a Psico-oncologia, uma área de interface entre a Psicologia e a Oncologia. O presente estudo busca analisar o papel da Psico-oncologia na trajetória do doente e de sua família no processo de adoecimento do câncer. Para tanto, foi realizada uma pesquisa bibliográfica, através da busca ativa de informações em livros, revistas e artigos acadêmicos. A partir do levantamento da literatura revisada, destacamos que a atuação do psicólogo no cuidado oncológico se dá por meio do apoio psicossocial e psicoterapêutico através de grupos de apoios, acolhimento, assistência, escuta, entre outras práticas, visando propiciar um melhor enfrentamento da doença entre os envolvidos. De modo geral, pode-se inferir que a Psico-oncologia é uma ferramenta contemporânea e indispensável na promoção da qualidade de vida ao paciente com câncer, a sua família e à equipe que o acompanha.

Palavras-chave: Câncer. Família. Paciente. Psico-oncologia

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-06-16
Seção
Artigos de Demanda Contínua