Atendimento Educacional Especializado (AEE) e Educação Especial

reflexões críticas sobre o processo de inclusão na contemporaneidade

Resumo

Discutir sobre as concepções e os impactos do Atendimento Educacional Especializado (AEE), é um grande desafio perante a especificidade do público caracterizado como público-alvo da Educação Especial (PAEE), que por intermédio das lentes da Teoria Crítica, usada como suporte teórico para estabelecer um panorama crítico, buscando problematizar as questões históricas, sociais, econômicas e culturais que contribuíram para o estudo, relacionando-as à educação inclusiva nessa modalidade de ensino. As discussões deste artigo buscam caracterizar as leis atuais em vista o atendimento das demandas educacionais e pedagógicas dos estudantes público-alvo da educação especial e refletir acerca de sua implicação na inclusão desses estudantes. Como procedimentos/instrumentos metodológicos foram utilizados a análise documental referente às políticas públicas inerentes ao Atendimento Educacional Especializado (AEE). Os resultados desta investigação revelam a luta constante por uma escola inclusiva/democrática, através de um atendimento que contribua para o real desenvolvimento desse público, combatendo os processos exclusórios sofridos não só pelas pessoas com deficiência, mas por todos aqueles que são marginalizados historicamente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Allan Damasceno, UFRRJ - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

 área de formação inicial em Licenciatura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). É Especialista em Educação Especial pela Universidade Federal Fluminense (UFF), Orientador Educacional e Supervisor Escolar, atuando na perspectiva da constituição/organização da escola democrática/inclusiva. Mestre e Doutor em Educação, cujas pesquisas possuem ênfase na modalidade de ensino Educação Especial, pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Realizou estágio pós-doutoral na Universidade Federal do Paraná (UFPR), pioneira na inclusão de pessoas com deficiência no Ensino Superior do Brasil. É Professor Associado do Instituto de Educação da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRuralRJ), onde está vinculado institucionalmente ao Departamento de Educação do Campo, Movimentos Sociais e Diversidade (DECMSD). Foi o fundador e Coordena o Laboratório de Estudos e Pesquisas em Educação, Diversidade e Inclusão (LEPEDI). Integra o Observatório Estadual de Educação Especial do Rio de Janeiro (OEERJ), vinculado ao Observatório Nacional de Educação Especial (ONEESP). Atua no Programa de Pós-graduação em Educação, Contextos Contemporâneos e Demandas Populares (PPGEduc) na linha de pesquisa "Desigualdades Sociais e Políticas Educacionais", e no Programa de Pós-graduação em Educação Agrícola (PPGEA) na linha de pesquisa "Gestão e Educação do Ensino Agrícola", ambos da UFRuralRJ. É Membro da Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial (ABPEE). Seus interesses em pesquisa concentram-se na área de Educação e Diversidade, com ênfase nas Políticas Públicas em Educação Inclusiva, Organização do Trabalho Escolar, Formação de Professores e Políticas de Formação, realizando estudos acerca da(o): Inclusão em educação: Políticas públicas e movimentos instituintes; Formação de professores na/para diversidade e inclusão em educação; Educação, Direitos Humanos e Diversidade(s): Inclusão & Pluralidade(s)

Célia Loureiro, UFRRJ - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Tem sua área de formação inicial em Pedagogia pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro ? UERJ, habilitação em Orientação Educacional. É Especialista em Psicopedagogia pela Universidade Cândido Mendes, atuando na perspectiva da constituição da escola democrática/inclusiva. Mestranda no PPGEDUC com ênfase na modalidade de ensino Educação Especial, pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro ? UFRRJ no Programa de Pós-graduação em Educação, Contextos Contemporâneos e Demandas Populares (PPGEduc) na linha de pesquisa ?Desigualdades Sociais e Políticas Educacionais?. É Professora Especialista ? Orientadora Educacional na Rede Municipal de Duque de Caxias onde está vinculada institucionalmente a Secretaria Municipal de Educação ? SME estando lotada atualmente na Escola Municipal Anton Dworsak. Integra o Laboratório de Estudos e Pesquisas em Educação, Diversidade e Inclusão (LEPEDI) da UFRRJ no Programa de Pós-graduação em Educação, Contextos Contemporâneos e Demandas Populares (PPGEduc), Seus interesses em pesquisa concentram-se na área de Educação e Diversidade, com ênfase nas Políticas Públicas em Educação Inclusiva realizando estudos acerca da(o): Inclusão em educação: Políticas públicas; Educação, Direitos Humanos e Diversidade(s): Inclusão & Pluralidade(s).

Joana Moreira, UFRRJ - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Mestre em Educação pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro - UFRRJ no Programa de Pós graduação em Educação, Contextos Contemporâneos e Demandas Populares (PPGEduc). Possui especialização em Educação Especial e Inclusiva pela Universidade Federal Fluminense - UFF (2012) e em Orientação Educacional e Pedagógica pela Universidade Cândido Mendes - UCAM (2009), na mesma instituição cursou a Complementação para Docência do Ensino Superior (2010). Graduada em Pedagogia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ (2007) e graduada no Normal Superior com ênfase em Educação Especial pelo Instituto Superior de Educação do Rio de Janeiro - ISERJ (2007). Atuou como tutora na pós graduação de deficiência intelectual CEAD (UNIRIO).Lecionou a disciplina de Educação Especial no curso de Pedagogia (PARFOR) na UFRRJ. Iniciou a prática com educação especial na ABBR (2006) no setor de estimulação pedagógica e leciona desde 2007 na Baixada Fluminense, atualmente é docente na rede municipal de Duque de Caxias. A experiência na docência está mais voltada para educação especial seja através de atendimento em sala de recursos multifuncionais, classe especial (autismo e múltiplas deficiências) ou inclusão no ensino regular, também é pesquisadora no Laboratório de Estudos e Pesquisas em Educação, Diversidade e Inclusão (LEPEDI).

Sonia Azevedo, UNIVERSO - Universidade Salgado de Oliveira

Possui Graduação, Bacharelado e Licenciatura em Psicologia pela Universidade Gama Filho(1978); Curso de Especialização em Altas habilidades /Superdotação pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2000); Mestrado em Psicologia Social pela Universidade Salgado de Oliveira (UNIVERSO,2008); Doutorado em Psicologia Social Universidade Salgado de Oliveira (UNIVERSO,2017) Psicóloga Supervisora em Psicologia Clínica e Psicologia Educacional credenciada pelo Conselho Regional de Psicologia -CRP/05. Especialista em Psicologia Educacional e Psicologia Jurídica pelo Conselho Regional de Psicologia - CRP/05. Atualmente é Psicóloga Educacional da Prefeitura de Duque de Caxias. Experiência em Educação à Distância (EAD) como Professora de curso de Pós-graduação Lato Sensu em Educação Especial da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UNIRIO); Professora Tutora do Curso de Especialização em Saúde da Família na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UNIRIO);Professora Orientadora de TCC do Curso de Especialização Tecnologia em Educação Puc-RJ. Parecerista da Revista Psicologia Ciência e Profissão. Atuando principalmente nos seguintes temas: educação e saúde, educação infantil, educação inclusiva, estudos da inteligência, altas habilidades/superdotação, avaliação psicológica, empatia e afetividade.

Publicado
2020-06-16
Seção
Dossiê Temático: Educação Especial e Psicologia Infanto-Juvenil