Possibilidades de elaboração do desamparo infantil através do brincar

  • Jéssica Carvalho de Oliveira Universidade de Vassouras
  • Michele Mariana Vieira Ferreira Santos Universidade de Vassouras

Resumo

O objetivo deste artigo é trazer a importância do brincar como recurso terapêutico, favorecendo a comunicação entre criança e analista, além de propiciar a elaboração do sentimento de angústia do desamparo. Tendo a psicanálise como base teórica, foi levantada a questão da importância do meio em que a criança está inserida, sendo este compreendido pela função materna ou figura de cuidado, além de propiciar levantamentos teóricos diante do desamparo, relação mãe-bebê e a importância de uma “mãe suficientemente boa” para o desenvolvimento infantil. A partir de revisão da literatura, conclui-se que o brincar torna-se ferramenta imprescindível na clínica com crianças, uma vez que ele se revela como instrumento benéfico para elaboração de traumas e ansiedades.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-03-11
Seção
Artigos de Demanda Contínua