"Para quem serve esse diagnóstico?'': uma interlocução entre o psicodiagnóstico e a psicanálise

  • Crislayne Flores Oliveira Universidade de Vassouras
  • Fernanda Cabral Samico

Resumo

A psicanálise, atualmente, encontra um lugar profícuo no campo universitário, notadamente nos cursos de graduação de psicologia. Dessa maneira, o presente artigo é efeito de algumas inquietações advindas de dois campos de saber: o psicodiagnóstico e a psicanálise. Pretendemos dar partida à ação de se interrogar quais os benefícios do diagnóstico para aquele que o requer. Em uma atualidade em que a patologização dos indivíduos se tornou banalizada, a procura por diagnósticos é bastante comum e cabe problematizarmos a nomeação dos sofrimentos em parâmetros de normalidade e doença. Pretendemos, em última análise, sustentar a argumentação que o aluno de psicologia, ao entrar em contato com a noção de diagnóstico em psicanálise e sua ética, pode ter ferramentas cruciais para problematizar de forma positiva seu trabalho de psicodiagnóstico e adquirir uma postura que o salvaguarde de um mau uso de tal instrumento.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-03-11
Seção
Artigos de Demanda Contínua