A GERAÇÃO Y E SUA INFLUÊNCIA NAS ORGANIZAÇÕES

  • Flavio Tavares de Almeida
  • Deise Soares da Silva Tavares
  • Fátima Niemeyer da Rocha
  • Adriana Vasconcelos da Silva Bernardino
Palavras-chave: Geração Y, Trabalho, Organizações.

Resumo

Este estudo tem por objetivo analisar os aspectos comportamentais da geração Y e sua influência no contexto organizacional. O contexto social é considerado, pois o meio irá atuar como norteador das atitudes dos representantes dessa geração, fazendo-se necessário o entendimento sobre suas interferências. Busca, também, compreender as interferências culturais, as atitudes e os comportamentos dessa geração, pois a significação que as pessoas dão ao trabalho estará ligada às suas formas de representação, o que acaba por nortear suas ações no meio organizacional. O trabalho, por sua vez, também irá exercer interferências em sua forma de agir e ser, produzindo singularidade e contribuindo para a formação da base de sua identidade profissional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

CHIAVENATO, Idalberto. (2010a) Comportamento organizacional: a dinâmica do

sucesso das organizações. 2.ed. Rio de Janeiro: Elsevier.

______. (2010b) Gestão de pessoas: o novo papel dos recursos humanos nas

organizações. 3.ed. Rio de janeiro: Elsevier.

CIENCIA E PROFISSÃO. (2007) Panorama. n.5, p.24-31, Dezembro.

KHOURY, Karim. (2009) Liderança é uma questão de atitude. São Paulo: Senac.

LOMBRADIA, Pilar García; STEIN, Guido; PIN, José Ramón. (2008) Quem é a

geração Y. HSM Management, 70, set-out.

MACÊDO, Ivanildo Izaias de; RODRIGUES, Denize Ferreira; JOHANN, Maria

Elizabeth Pupe; CUNHA, Neisa Maria Martins da. (2007) Aspectos

comportamentais da gestão de pessoas. 9.ed. Rio de Janeiro: FGV.

MACEDO, Kátia Barbosa; CAIXETA, Cássia Maria M.P.; GUIMARAES, Daniela

Cristina. (1997) As relações de trabalho na era da globalização. Disponível em:

http://www.ucg.br/site_docente/adm/katia_macedo/pdf/Artigo-HistRelacoes%20.pdf.

Acesso em: 20.out.2010.

NOVO, Damáris Vieira; CHERNICHARO, Edna de Assunção; BARRADAS, Mary

Suely. (2008) Liderança de equipes. Rio de Janeiro: FGV.

OLIVEIRA, Sidnei. (2009) Geração Y: era das conexões, tempo dos relacionamentos.

São Paulo: Clube de Autores.

______. (2010) Geração Y: O nascimento de uma nova versão de líderes. São Paulo:

Integrare.

OLIVEIRA, Silvio Luiz de. (2002) Sociologia das organizações: uma análise do

homem e das empresas no ambiente competitivo. São Paulo: Pioneira.

RESENDE, Enio. (2008) As 4 principais lideranças da sociedade e suas

competências. São Paulo: Summus.

SPECTOR, P. E. (2006) Psicologia nas organizações. 2.ed. São Paulo: Saraiva.

SILVEIRA, Mauro; COHEN, David. (2010) O que pensam os presidentes. Revista

época, p.82-91, 23.ago.

WADA, Elizabeth Kyoko; CARNEIRO, Natalie Arruda. Necessidades da geração Y no

cenário de eventos empresarias. Disponível em: http://www.eumed.net/ce/201

a/kwac.doc. Acesso em: 26.set.2010.

ZANELLI, José Carlos; BORGES-ANDRADE, Jairo Eduardo; BASTOS, Antônio

Virgílio Bittencourt. (2004) Psicologia, organizações e trabalho no Brasil. Porto

Alegre: Artmed.

Publicado
2013-12-01
Seção
Artigos de Demanda Contínua