Primeiros apontamentos sobre a influência do complexo de Édipo na escolha de parceiros amorosos

  • mirian nascimento rocha universidade de vassouras
  • Fernanda Cabral Samico

Resumo

Freud com a sua teoria sobre o complexo de Édipo elucida que este período é de fundamental importância na infância, por se referir ao desejo de sedução da criança, e que quando ultrapassado, faz com que o indivíduo comece a formar sua estrutura psíquica para na fase adulta escolher seu objeto de amor. Em sua primeira teoria sobre pulsões, Freud propôs que as mesmas estão apoiadas sobre as pulsões de autoconservação. Dessa maneira, as escolhas anaclíticas de objeto são estabelecidas a partir dos modelos de relação vivenciados nos primeiros momentos de vida. Além disso, quando se direciona para os processos de identificação, Freud passa a reconhecê-los como determinantes na constituição da subjetividade. Partindo desse princípio, o presente artigo tem como objetivo estudar, por meio de revisão de literatura, a influência que o complexo de Édipo tem sobre a escolha amorosa dos indivíduos quando estes atingem a idade adulta. O estudo verifica que o objeto de amor é escolhido a partir do modelo das primeiras relações objetais, em geral as relações com os pais.

Publicado
2019-12-11
Seção
Primeiros Escritos