A violência contra mulher e a psicologia diante dessa realidade na perspectiva da atenção básica

  • Camila Guarini de Freitas Universidade de Vassouras
  • Roberta Barbosa Barbosa da Silva Universidade de Vassouras

Resumo

Este estudo propõe realizar uma análise bibliográfica com o objetivo de percorrer sobre as esferas históricas, os avanços das políticas públicas e dificuldades ainda existentes na situação de violência contra mulher, refletindo sobre o papel do psicólogo na equipe de atenção básica e também destacando a importância do acolhimento dessas mulheres, que estão em situação de vulnerabilidade, resgatando a saúde mental destas.

Biografia do Autor

Camila Guarini de Freitas, Universidade de Vassouras

Psicóloga, graduada pela Universidade de Vassouras com término em Dezembro de 2015, pós-graduanda em Psicologia Hospitalar e da Saúde pela Universidade de Vassouras. 

Roberta Barbosa Barbosa da Silva, Universidade de Vassouras
Psicóloga, Mestre em Psicologia – UFF (Niterói-RJ, Brasil); Especialista em Saúde Mental da Infância e Adolescência pela UERJ (Rio de Janeiro-RJ, Brasil); Professora do Curso de Graduação em Psicologia da Universidade de Vassouras (Vassouras-RJ, Brasil).

Referências

CFP - Conselho Federal de Psicologia. Centro de Referências Técnicas em Psicologia e Políticas Públicas. Documento de Referência para Atuação dos Psicólogos em Serviços de Atenção à Mulher em Situação de Violência. Brasília, Dezembro, 2011. Disponível em: http://www.crpsp.org.br/portal/comunicacao/artes-graficas/arquivos/2013-CREPOP-Violencia-Mulher.pdf Acesso em: 06/09/2018.

COELHO, E. de A. C.; OLIVEIRA, J. F.; SILVA, C. T. O.; ALMEIDA, M. S. Integralidade do cuidado à saúde da mulher: limites da prática profissional. Escola Anna Nery Revista Enfermagem. 2009. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ean/v13n1/v13n1a21.pdf Acesso em: 31/01/2019.

EICHENBERG, J. F.; BERNARDI, A. B. A prática do psicólogo na atenção básica em saúde mental: uma proposta da clínica ampliada. Unidavi. Santa Catarina. 2016. Disponível em: http://www.uniedu.sed.sc.gov.br/wp-content/uploads/2016/02/Juliana-Fusinato.pdf Acesso em 20/12//2018.

GOMES, N. P.; ERDMANN, L. L; STULP, K. P.; DINIZ, N. M. F.; CORREIA, C. M.; ANDRADE, S. R. Cuidados às mulheres em situação de violência conjugal: importância do psicólogo na estratégia de saúde da família. Escola de Enfermagem da Universidade Federal da Bahia, Salvador, BA. Escola de Enfermagem da Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC. Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, Salvador, BA. 2014. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/pusp/v25n1/07.pdf Acesso em: 31/08/2018.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. INSTITUTO SÍRIO-LIBANÊS DE ENSINO E PESQUISA. Protocolos da Atenção Básica - Saúde das mulheres. Brasília, DF, 2016. Disponível em: http://189.28.128.100/dab/docs/portaldab/publicacoes/protocolo_saude_mulher.pdf Acesso em: 20/08/2018.

PIMENTA, J. C. Violência Contra Mulher: Um desafio para a atenção básica à saúde. Universidade Federal de Minas Gerais. Governador Valadares, 2011. Disponível em: https://www.nescon.medicina.ufmg.br/biblioteca/imagem/3829.pdfAcesso em: 27/08/2018.

PORTO, M. Violência Contra a Mulher e o Atendimento Psicológico: o que Pensam os/as Gestores/as Municipais do SUS. Universidade Federal de Pernambuco. Psicologia Ciência e Profissão. 2006. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/pcp/v26n3/v26n3a07.pdf Acesso em: 27/08/2018.

SILVESTRE NETO, J.; BEZERRA, C. R. M.; FERNANDES, N. P.; MEDEIROS, R. M.; MIRANDA DE SÁ, S. A.; PINTO, D. S. Violência contra a mulher no contexto de saúde pública. Revi. Ciência Saúde Nova Esperança. Dezembro, 2015. Disponível em: http://www.facene.com.br/wp-content/uploads/2010/11/Viol--ncia-contra-a-mulher-PRONTO.pdf Acesso em: 24/08/2018.

WAISELFISZ, J. J. Mapa da Violência 2015: Homicídio de Mulheres no Brasil. 1ª Edição. Brasília, DF. 2015. Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e o Empoderamento das Mulheres – ONU Mulheres; Organização Pan-Americana da Saúde – Organização Mundial da Saúde - OPAS/OMS; Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres - Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos; Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais - Flacso. Disponível em: www.mapadaviolencia.org.br Acesso em 07/02/2019.

Publicado
2019-06-25
Seção
Dossiê Temático - Psicologia em Foco