O papel da identidade cultural e da representação social na construção da subjetividade na sociedade pós-moderna

Autores

  • Fátima Niemeyer da Rocha
  • Adriana Vasconcelos da Silva Bernardino

DOI:

https://doi.org/10.21727/rm.v4i1.164

Palavras-chave:

Identidade Cultural. Representação Social. Subjetividade. Pós-modernidade.

Resumo

O texto discute a identidade cultural e a representação social como alicerces da construção da subjetividade no mundo pós-moderno globalizado e culturalmente mundializado. Busca compreender de que forma as diferentes identidades culturais e suas representações revelam como a subjetividade está sujeita a influência do ambiente social/cultural. A identidade cultural é entendida como a representação da soma de significados que dão sentido e estruturam a ação do indivíduo ou população. Como produto/produção de sínteses dialéticas entre sujeito e cultura decorre uma manifestação cuja expressão denominamos representação sociocultural. A argumentação enfoca a construção da identidade do indivíduo numa estrutura social/cultural, destacando-se a identidade no que tange a representações de imagens e conceitos sociais que o projetam culturalmente, pelo que promovem a construção social da subjetividade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Identidade Cultural: desenvolvimento e durabilidade. (2003) Disponível em:http://www.eicos.psycho.ufrj.br/portugues/identidade_cultural/ identidadecultural.htm. Acesso em 17 mai 2003.

Hall, S. (2003) A identidade cultural na pós-modernidade. 7.ed. Rio de

Janeiro: DP&A.

Geertz, C. (1978) A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: Zahar.

Jovchelovitch, S. Vivendo a vida com os outros: intersubjetividade, espaço

público e representações sociais. In: Guareschi, P.; Jovchelovitch, S. (Orgs.)

(2000) Textos em Representações Sociais. 6.ed. Petrópolis: Vozes.

Lane, S. T. M. (1995) Uso e abusos do conceito de representação social.

In Spink, M. J. P. (Org.). O conhecimento no cotidiano: as representações

sociais na perspectiva da psicologia social. São Paulo: Brasiliense.

Leme, M. A. V. S. (1995) O impacto da teoria das representações sociais.

In Spink, M. J. P. (Org.). O conhecimento no cotidiano: as representações

sociais na perspectiva da psicologia social. São Paulo: Brasiliense.

Lopes, L. P. M. (Org.) (2003) Discursos de identidades. Campinas: Mercado

das Letras.

Miranda, A. L. C. (2000)Conteúdos e identidade cultural. Ciência da

Informação, Brasília, v. 29, n. 2, p. 78-88, maio/ago.

Ortiz, R. (2000) Mundialização e cultura. São Paulo: Brasiliense.

Sá, C. P (1995) Representações sociais: o conceito e o estado atual da teoria.

In Spink, M. J. P. (Org.). O conhecimento no cotidiano: as representações

sociais na perspectiva da psicologia social. São Paulo: Brasiliense.

Spink, M. J. P. (Org.). (1995) O conhecimento no cotidiano: as representações

sociais na perspectiva da psicologia social. São Paulo: Brasiliense.

Strey, M. N. et al. (2001) Psicologia social contemporânea: Livro Texto.

ed. Petrópolis: Vozes.

Wagner, W. Descrição, explicação e método na pesquisa das representações

sociais. In: Guareschi, P.; Jovchelovitch, S. (Orgs.) (2000) Textos em

Representações Sociais. 6.ed. Petrópolis: Vozes.

Downloads

Publicado

2013-06-03

Edição

Seção

Artigos de Demanda Contínua