A imigração asiática em Japeri: Uma colônia japonesa em Pedra Lisa

  • Raphaela Nogueira Machado Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
Palavras-chave: Japoneses, Imigração, Baixada

Resumo

O presente texto tem como objeto apresentar uma colônia de imigrantes japoneses na Baixada Fluminense no município de Japeri, na década de 1950, apresentando como o processo imigratório intensificou a atividade agrícola e cultural do atual município, bem como apresentar o interesse dos imigrantes pela região, uma vez que passaram por estados como São Paulo, Minas Gerais e em outras cidades do Estado do Rio de Janeiro. Japeri no momento da constituição da colônia japonesa era ainda pertencente ao município de Nova Iguaçu, teve grande relevância na cultura de frutas, verduras e hortaliças em que uma parcela das plantações eram organizadas pela colônia e a associação deles proporcionou curso de línguas e artes marciais para os moradores locais, destacando sua cultura.

Biografia do Autor

Raphaela Nogueira Machado, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Licenciada em História pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Instituto Muldisciplinar

Referências

CARDOSO, R. Estrutura familiar e mobilidade social: estudo dos japoneses no estado de São Paulo. São Paulo, FFLCH/USP, 1972 – Tese de Doutorado.

HANDA, T. O imigrante japonês: história de sua vida no Brasil. São Paulo: T.A. Queiroz: Centro de Estudos Nipo-Brasileiros, 1987.

HIROSHI, S. Os japoneses no Brasil: estudo de mobilização e fixação. Editora Sociologia e Política, 1961.

IMIGRAÇAO JAPONESA. Disponível em :http://www.imigracaojaponesa.com.br , acessado em 15 de março de 2015.

KODAMA, K. O sol nascente do Brasil: um balanço da imigração japonesa. In: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Brasil: 500 anos de povoamento. Rio de Janeiro, 2000.

MEDEIROS, L. S. (Org.) Conflitos por terra e repressão no campo no estado do Rio de Janeiro (1946-1988). Relatório Final, CPDA, UFRRJ, 2015.

MIYATA, K. M. Sucessão para a Agricultura . “Cotia Jovem/Cotia Senhora. Jornal interno dos associados da Cooperativa Agrícola de Cotia, edição especial, setembro de 1987.

______________. Colônia Agrícola Japonesa de Santa Cruz – Fundação: 23 de setembro de 1938. Página da Internet: http://www.ramaldesantacruz.pro.br/jpan38.html.

NOGUEIRA, Arlinda Rocha. A imigração japonesa para a lavoura cafeeira paulista

PAGANELLI, T. I. Resgate de uma história – Os japoneses no Estado do Rio de Janeiro. In: Resistência & Integração – 100 anos de imigração japonesa no Brasil, IBGE, Rio de Janeiro, p. 103-117, 2008.

PEREIRA, W. Cana, Café e Laranja: História Econômica de Nova Iguaçu. Rio de Janeiro: FGV, 1977.

SAITO, H. A presença japonesa no Brasil. São Paulo: T. A. de Queiroz-Ed. da SP, 1980.

__________. Assimilação e integração dos japoneses no Brasil. São Paulo: Vozes, 1973.

SAKURAI, C. Imigração Tutelada. Os Japoneses no Brasil. Tese de Doutorado. Campinas, IFCH, Unicamp, 2000.

SEYFERTH, Giralda. Imigração e cultura no Brasil. Brasília: Ed. da UnB, 1990.

Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa, Uma Epopéia Moderna 80 anos da Imigração Japonesa no Brasil. HUCITEC, São Paulo, 1992.

SOUZA, S. N. Educação e mobilidade social na colônia japonesa de Santa Cruz, 2004. Dissertação (Mestrado em Educação), UFF, Rio de Janeiro, 2004.

VALVERDE, O. et al. Estudos para a recuperação econômica da Baixada Fluminense. Anuário Geográfico do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro: IBGE, nº 5, p. 83-122, 1952.

Publicado
2018-12-28
Seção
Artigos de Demanda Contínua